ACIDENTE

Bombeiros seguem procurando por homem que caiu em canal no Recife

O órgão não soube informar como a vítima caiu no canal, mas o acidente aconteceu durante as fortes chuvas registradas no último final de semana, no Recife.

Bombeiros seguem procurando por homem que caiu em canal no Recife

A vítima desapareceu no último sábado (10) - Foto: Wellington Lima/ JC Imagem

O Corpo de Bombeiros segue, na manhã desta terça-feira (13), procurando por um homem identificado por José Claudio Botelho, de 52 anos, após supostamente ter caído em uma canaleta em Lagoa Encantada, no bairro da Cohab, na Zona Sul do Recife, no último sábado (10).

A vítima desapareceu em meio às chuvas do fim de semana. A equipe dos Bombeiros fará uma pausa para o almoço e, em seguida, os trabalhos serão retomados e seguirão, até o pôr do sol.

>>Além dos alagamentos e prejuízos, chuva provoca desaparecimento de homem no Grande Recife

Acionamento

Segundo a corporação, o acionamento para o caso, na Rua Maria Adelaide Castelo Branco, foi feito por volta das 19h do sábado. As buscas foram, então, iniciadas, mas a vítima não foi encontrada.

O órgão não soube informar como a vítima caiu no canal, mas o acidente aconteceu durante as fortes chuvas registradas, no último final de semana, no Recife.

Nota do Corpo de Bombeiros

Confira a nota do Corpo de Bombeiros, na íntegra:

As buscas continuam na altura da Muribeca, próximo à boca de lobo onde o homem possivelmente desapareceu. A equipe do Corpo de Bombeiros vai fazer uma pausa para almoço mais ou menos ao meio dia e em seguida retorna as buscas até o pôr do sol.

Chuvas no Grande Recife

O fim de semana foi de muita chuva em grande parte do estado de Pernambuco, do litoral ao interior. A Região Metropolitana do Recife (RMR), no entanto, foi campeã no índice pluviométrico, chegando a registrar 140 mm de água, em apenas 24 horas, como foi no bairro da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. O centro de Jaboatão vem logo em seguida, com 120,65 mm. Os números são do monitoramento da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

Cabo de Santo Agostinho foi o terceiro em quantidade de chuvas. Só no município, 108,79 mm de água foram registrados. No Recife, as localidades com maior índice pluviométrico foram o Porto e os bairros de Santo Amaro, na área central, e Torreão, na Zona Oeste, com 106,40 mm, 104,09 mm e 95,54 mm, respectivamente.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.