PRECONCEITO

"Eu estava mal vestido?", desabafa e chora entregador de aplicativo ao ver vídeo sendo humilhado no Recife

O advogado do entregador de lanches, Luiz Maranhão, pretende registrar o caso na policia e acionar a Justiça contra o dono da lanchonete


O entregador por aplicativo contou que foi filmado pelo dono da lanchonete, que o teria humilhado por causa das roupas que usava - Foto: Reprodução/TV Jornal

O entregador de aplicativo Breno Mateus, relatou o momento de amargura que passou após ver o vídeo onde estava sendo humilhado por um dono de uma lanchonete no bairro da Várzea, no Recife. Em entrevista à equipe de reportagem da TV Jornal, ele contou tudo aconteceu por causa da roupa que vestia, e revelou ter se sentir constrangido e ter chorado. O caso aconteceu no último sábado (10). O vídeo foi parar as redes sociais.

De acordo com Breno, o comerciante fez a filmagem comparando as roupas dele com a de outros entregadores. "Quando escutei aquilo: 'de bermuda, se chegar assim na sua casa, não é meu entregador'. Aquilo me constrangeu. Como assim, se chegar assim? na sua casa? Eu estava mal vestido? Eu não estava no padrão no padrão de entrega? Aplicativo nenhum existe padrão de entrega. Segui com meu pedido e fiquei com aquilo na pensando na mente'', desabafou após ver o vídeo.

O advogado do entregador de lanches, Luiz Maranhão, pretende registrar o caso na policia e acionar a Justiça contra o dono da lanchonete.

Todos os dias, o entregador Breno Mateus sai de casa para trabalhar como entregador de lanches. O objetivo é se manter, ajudar a avó com quem mora, e construir uma casa para a mãe. No entanto, o que seria mais um dia de trabalho, terminou em constrangimento. Durante uma das entregas, Breno foi filmado pelo dono da lanchonete e o vídeo foi compartilhado, viralizando na internet. A repercussão gerou mais constrangimento.

Após um entregador de aplicativo denunciar que foi humilhado pelo dono de uma lanchonete por causa da roupa que vestia, a jornalista e apresentadora Anne Barreto se posicionou, durante o programa TV Jornal Meio Dia, sobre o caso. Segundo a apresentadora, nada do que a pessoa 'veste', 'usa', seja 'rico ou pobre', define o caráter.

Tentativa de resposta do comerciante

A produção da TV Jornal entrou em contato com a lanchonete para falar com o comerciante, e um funcionário informou que não tinha permissão para repassar o número do telefone dele. A TV Jornal está aberto a ouvi-lo, caso queira entrar em contato e dar a versão do caso.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.