CHUVA

Pontos de alagamento ainda atrapalham rotina de motoristas, moradores e comerciantes do Recife

Um dos pontos de alagamentos é na Avenida Sul

Pontos de alagamento ainda atrapalham rotina de motoristas, moradores e comerciantes do Recife

Os comerciantes da avenida lamentam a situação e se sentem prejudicados - Foto: Reprodução/TV Jornal

Na cidade do Recife, vários pontos de alagamentos ainda atrapalham a rotina de motoristas, moradores e comerciantes. Um dos pontos é na Avenida Sul. A pista, que dá acesso ao centro da capital pernambucana, se encontra com muita água acumulada.

Na via, os motoristas precisam ter paciência para enfrentar o congestionamento. Segundo a equipe de reportagem da TV Jornal que foi até o local, muitos motoristas preferem evitar a água acumulada, e pegam um atalho pela Travessa Padre Azevedo, pra sair em outros pontos. 

Lamento

Os comerciantes da avenida lamentam também a situação e se sentem prejudicados. Alexsandro de Lima, que é técnico em refrigeração, disse que as vendas caíram.

 

Alerta renovado

Após os temporais do fim de semana, que causaram alagamento e deslizamentos de barreira, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) renovou o alerta emitido nessa quarta-feira (14) sobre a previsão do tempo para várias região de Pernambuco. De acordo com o órgão, o alerta é de chuvas moderadas a fortes nas próximas 24 horas.

A previsão do tempo da Apac indica continuidade de chuvas ao longo do dia. O monitoramento meteorológico da Apac informou a ocorrência de chuvas com potencial para ultrapassar de 55mm, principalmente na regiões abaixo: 

  • Mata Sul
  • Agreste
  • Sertão do Pajeú

Além disso, disso acordo com a Apac, a previsão de chuvas moderadas a fortes podem se estender também para as seguintes regiões de Pernambuco:

  • Região Metropolitana do Recife
  • Mata Norte
  • Sertão Moxotó

Defesa Civil do Recife

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800 081 3400. A ligação é gratuita e o atendimento, 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.

Defesa Civil de Pernambuco

A população deve seguir as orientações das Defesas Civis dos seus municípios, deixando áreas de risco e evitando entrar em rios, córregos ou em locais alagados. As equipes da Defesa Civil do Estado permanecem em alerta 24h, e podem ser acionadas, por meio da Central de Operações pelos telefones 199 e 3181-2490.

De onde veio tanta chuva?

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o sistema meteorológico que vem causando essa chuva é conhecido como Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL). Os Distúrbios Ondulatórios de Leste (DOL), também chamados de Ondas de Leste, são perturbações no campo de vento e pressão que atuam na faixa tropical do globo terrestre, em área de influência dos ventos alísios, que se deslocam desde a costa da África até o litoral leste do Brasil.

O fenômeno é intensificado pela confluência dos ventos em baixos níveis. O cavado de médios níveis estava presente com intensidade considerável e não havia bloqueios atmosféricos. O fenômeno DOL é comum nesta época do ano, e costuma contribuir para chuvas nos estados do leste do Nordeste, como Pernambuco.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.