LUTO

Dor e saudade marcam enterro de cantor Augusto César, vítima da covid-19, em Paulista

O cantor não resistiu às complicações da covid-19

Dor e saudade marcam enterro de cantor Augusto César, vítima da covid-19, em Paulista

Com a chegada do corpo ao cemitério, houve apenas um breve cortejo e uma cerimônia rápida, antes do sepultamento - Foto: BERG ALVES/TV Jornal

Dor e saudade marcaram o enterro do cantor e compositor Augusto César, de 61 anos. Parentes e amigos mais próximos estiveram no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, Grande Recife, para dar o último adeus ao ilustre cantor, na tarde dessa quarta-feira (21).

Em entrevista à TV Jornal, um dos irmãos do artista, Manoel Oliveira, relembrou momentos com ele, e disse que Augusto vai deixar muita saudade. Veja no vídeo abaixo

 

Cortejo

Não houve velório. Com a chegada do corpo ao cemitério, houve apenas um breve cortejo e uma cerimônia rápida, antes do sepultamento. O corpo do cantor foi enterrado no final da tarde, em uma cerimônia simples, acompanhada por poucas pessoas. Augusto César deixa quatro filhos e duas netas.

 

Covid-19

Augusto César morreu, na noite da última terça-feira (20), em um hospital particular do Recife. Ele sofria de problemas renais e diabetes, e foi diagnosticado com covid-19, o que agravou o quadro clínico do cantor. O artista teve uma parada cardíaca e não resistiu.

 

>> Entrevista: 'Painho foi embora cantar no céu', diz filho de Augusto César, ao dar detalhes sobre morte do cantor

 

Relembre a participação de Augusto César no quadro Na Cama com Ketuly

Um parceiro de décadas do Papeiro da Cinderela, Augusto César sempre exaltou o brega e o romantismo, em suas participações no humorístico da TV Jornal. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.