CHUVAS

Notícia do mês: abril é marcado por transtornos provocados pelas fortes chuvas no Grande Recife

As chuvas de abril foram o destaque no quadro 'Notícia do Mês', do TV Jornal Meio-Dia. Choveu, segundo a Apac, 80% do esperado para o mês de abril inteiro, em 72h.


Notícia do mês: abril é marcado por transtornos provocados pelas fortes chuvas no Grande Recife

A chuva provocou transtornos e deixou consequências positivas e negativas para os moradores da Região Metropolitana - Foto: Yacy Ribeiro/Jc Imagem

Todos os dias, o TV Jornal Meio-Dia mostra dezenas de fatos que acontecem em Pernambuco. No quadro 'Notícia do Mês', são relembrados os fatos marcantes, que merecem destaque. Em abril, foram os transtornos provocados pelas fortes chuvas, no Recife e na Região Metropolitana.  

Fenômeno

Durante o mês de abril, a chuva pegou todos de surpresa. Moradores, motoristas e pedestres não esperavam tanta chuva. Um fenômeno conhecido como distúrbio ondulatório de leste provocou muito estrago.

No fim de semana dos dias 10 e 11 de abril, a chuva causou muitos alagamentos na Região Metropolitana. Choveu, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), 80% do esperado para o mês de abril inteiro, em apenas  72h.

Flagrantes na Zona Norte

Moradores de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, registraram o rio que se formou na avenida principal do bairro, além disso, caixas d'água boiavam pela rua. Um casal, que estava de moto, quase foi levado pela correnteza.

Zona Sul

Na Zona Sul do Recife, passageiros de um ônibus ilhado tiveram que ser resgatados pelos Bombeiros, em botes salva vidas, no Ibura. No local, andar em charretes era a única opção para os moradores ilhados atravessarem os pontos de alagamento. Muitos moradores perderam tudo.

Na décima travessa da Rua Jornalista Edson Regis, também no Ibura, a água invadiu a casa de outros moradores. Na rua, teve gente que até saiu com a água no pescoço.

Homem desaparecido

No bairro da Coahb, também no Ibura, um homem, de 52 anos, se desequilibrou e caiu em uma canaleta. Várias buscas foram feitas para tentar encontrá-lo, mas sem sucesso.

 

Entre Recife e Jaboatão

Jardim Monte Verde

Em Jardim Monte Verde, na divisa entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, uma barreira caiu, atingindo a casa do pedreiro José Cláudio Batista. A filha dele de 14 anos ficou ferida.

>> Família que sobreviveu à queda de barreira no Recife não tem onde morar e pede ajuda

Olinda

Também teve muito estrago em Olinda, no Grande Recife. De acordo com a Apac, foi a cidade da Região Metropolitana onde mais choveu. Em Casa Caiada, por exemplo, moradores ficaram ilhados. A água invadiu os prédios, e muita gente não conseguiu sair.

Consequências negativas

As consequências negativas da chuva foram sentidas nos dias seguintes. Escorpiões começaram a aparecer, móveis estragados estavam por todos os lados, mas o que mais impressionou foi o lixo revelado pela enchente do Rio Beberibe. No bairro do Porto da Madeira, a cena era revoltante. A quantidade de lixo era tanta, que uma plataforma se formou em cima do rio.

Consequências positivas

Entretanto, também houve consequências positivas. Na quarta-feira (13), a Compesa  anunciou uma ampliação na oferta de água, em alguns bairros dos municípios do Recife, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho. A decisão se deu, porque as chuvas de abril aumentaram o nível de água do Sistema Pirapama.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.