SAÚDE

Vacinas da covid-19 e da gripe: Confira intervalo e cuidados antes da aplicação das doses

No Estado de Pernambuco, atualmente, existem duas campanhas de imunização: uma de vacina contra a gripe e a outra de vacina contra a covid-19

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 10/05/2021 às 12:30
Bruno Campos/JC Imagem
FOTO: Bruno Campos/JC Imagem
Leitura:

Nesta terça-feira (11), inicia a vacinação contra a influenza (gripe) para idosos e professores. Esses dois grupos já estão sendo vacinados contra covid-19 e, por isso, é muito importante tomar alguns cuidados antes da aplicação das doses. A expectativa é que 200 mil pessoas sejam imunizadas, na capital pernambucana, nesta segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe.

Por isso, à fim de esclarecer algumas dúvidas, a TV Jornal convidou a coordenadora de imunização do Recife para falar sobre o processo de vacinação. Em entrevista ao repórter Mário Oliveira, nesta segunda-feira (10), Elizabeth Azoubel, falou sobre a importância da vacinação contra a gripe.

"É muito importante a gente se imunizar dessa vacina contra a influenza. Os sintomas das duas doenças também, tanto do coronavírus, tanto da gripe, são muito semelhantes. A gripe também pode ter complicações, pode causar internamento, pode até causar óbitos. É importante a gente fazer também para desafogar o sistema de saúde.

Intervalo

Questionada sobre a aplicações das duas doses, Elizabeth falou as diferenças e os cuidados. "Agora, a partir de amanhã, vai entrar o grupo a partir de 60 anos e dos trabalhadores de educação. É importante os educadores estarem entrando na campanha de vacinação contra covid e é importante que, entre uma vacina e outra, se dê o intervalo de 14 dias, tanto antes, tanto depois", disse.

Vacina contra gripe

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza começa nesta terça (11) e vai até o dia 8 de junho. Promovida pelo Ministério da Saúde, em todo o território nacional, a campanha teve início no mês passado, e a estimativa é vacinar 79,7 milhões de pessoas. A segunda etapa é destinada a idosos com mais de 60 anos e professores. Cerca de 33 milhões de pessoas deverão ser imunizadas nesta fase.

A terceira fase, entre 9 de junho e 9 de julho, abrangerá cerca de 22 milhões de pessoas. Compõem esse público-alvo integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

Campanha

A campanha teve início no dia 12 de abril, com a vacinação de crianças entre seis meses e seis anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas (que estão no período de até 45 dias após o parto). Pessoas que tomaram a primeira ou a segunda dose da vacina contra a covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para tomar o imunizante contra a gripe. De acordo com o vacinômetro da campanha, já foram aplicadas 6,9 milhões das 27, 3 milhões de doses distribuídas a todos os estados.

+VÍDEOS