CAOS

Chuva no Grande Recife: alagamentos, transtornos, deslizamento de barreiras e prejuízos são registrados

O temporal provocou transtornos e prejuízos para várias famílias

Chuva no Grande Recife: alagamentos, transtornos, deslizamento de barreiras e prejuízos são registrados

A Avenida Recife, localizada na Zona Sul do Recife, estava ilhada. - Foto: Yacy Ribeiro/ Jc Imagem

Diante das fortes chuvas que caem desde quinta-feira (13), vários lugares ficaram alagados no Grande Recife. O temporal provocou transtornos e prejuízos para várias famílias da Região Metropolitana. A Avenida Recife, localizada na Zona Sul do Recife, por exemplo, estava ilhada. A via foi tomada pela água no trecho da entrada para o bairro do Ibura.

Com as fortes chuvas, o canal transbordou e a via ficou intransitável. Motoristas e pedestres que tentavam passar, ficavam pelo meio do caminho. O médico Leonardo Filho estava indo trabalhar na UTI do hospital especializado para a covid-19 quando o veículo em que dirigia quebrou.

No local, nem veículos de grande porte transitavam pela via. Os pedestres também passaram por vários transtornos, pois se arriscavam com a água na cintura para pode passar pela Avenida Recife.

>>Confira onde teve mais chuva na Região Metropolitana do Recife, nas últimas 24h

 

 

Prejuízos

Além de causar transtorno aos motoristas e pedestres, o temporal também causou prejuízos aos funcionários de um estabelecimento na via, que tiveram de dormir na loja, porque as águas não baixavam. Apenas na manhã desta sexta-feira (14), que eles estão conseguiam ser resgatados em uma espécie de "barco improvisado", que é formado por um pedaço de madeira e duas cadeiras.

>>Entenda o fenômeno que causou as fortes chuvas na Região Metropolitana do Recife

Ocorrências e alagamentos

Na Região Metropolitana, vários bairros ficaram alagados. No Recife, no bairro da Imbiribeira, a Avenida Mascarenhas de Morais praticamente desapareceu. Poucos carros arriscavam passar. Em Afogados, até um ganso apareceu para nadar no alagamento. A cena foi inusitada e chamou a atenção da população. Em Nova Descoberta, a água batia na metade do para-brisa dos ônibus.

No Ibura, a Avenida Dois Rios, estava ilhada. Já a Avenida Pedro Alvares de Cabral, em Jardim Atlântico, ficou coberta pela água. No bairro de Socorro, em Jaboatão, a Avenida General Manoel Rabelo, foi completamente tomada pela água.  A BR-101, no bairro de Prazeres, também apresentou alagamento, motoristas, além da agua, enfrentaram muito engarrafamento.

 

No bairro de Comportas, a situação também estava complicada. A água invadiu tanto a BR quanto nas ruas residenciais do bairro. Até a agência do Banco do Brasil de Cavaleiro foi invadida pela água. A chuva também fez estragos em outras cidades da região metropolitana.

No conjunto Beira Mar, em Paulista, tinha até gente surfando no alagamento. No bairro da Mirueira, muita chuva e áreas inundadas. No bairro do Fostato, em Abreu em Lima, parte de uma barreira deslizou no quintal de uma casa. Em Moreno, a situação também estava muito complicada. No bairro da Mangueira, os moradores ficaram ilhados na Rua André Vidal de Negreiros.

>>Bombeiros encontram corpo de mulher soterrada com a família durante deslizamento de barreira em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife

Olinda

Em Olinda, na cidade de Tabajara, o alagamento foi grande. Uma ambulância passou com muita dificuldade pela PE-15. Um rio, próximo ao Campo de Passarinho, também em Olinda, estava quase transbordando. Em um trecho da Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos, estava com um buraco tão grande que os moradores colocaram um pedaço de madeira para evitar acidentes.

No bairro de Caixa d'água, também em Olinda,  a chuva também não deu trégua. O Rio Beberibe estava cheio e com muito lixo. A rua que dá acesso ao bairro parecia um rio. Carros de passeio, motos, bicicletas, ônibus e até caminhões passavam com dificuldade. Já no comércio da cidade, o prejuízo foi grande. A chuva invadiu várias lojas. De acordo com a Defesa Civil de Olinda, só nas últimas 12 horas choveu quase 60 milímetros na cidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.