METRô DO RECIFE

Homem arrastado por trem do Metrô do Recife morre e família denuncia falha técnica

A família da vítima questionou a versão apresentada pela CBTU para o acidente no Metrô do Recife

Homem arrastado por trem do Metrô do Recife morre e família denuncia falha técnica

O acidente aconteceu na última sexta-feira (4). - Foto: Reprodução/TV Jornal

Morreu, no Hospital da Restauração, no Derby, o homem que foi arrastado por um trem do Metrô do Recife, na última sexta-feira (4). Segundo pessoas que estavam com ele na hora do acidente, Edson José de Lima não teria conseguido entrar, e ficou preso na porta da composição.

Denúncia da família

A família diz que a falta de manutenção dos equipamentos pode ter sido a causa do acidente. No IML, os parentes questionavam a versão apresentada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de que o arrumador de ferragens, de 43 anos, se desequilibrou por estar com sinais de embriaguez.

Segundo a família, a vítima voltava do trabalho e seguia para Ponte dos Carvalhos, acompanhado pelo irmão. Na Estação Prazeres, na Linha Sul, os dois correram para alcançar a composição, mas só o irmão de Edson conseguiu entrar. Segundo o cunhado da vítima, Cláudio Oliveira, Edson foi arrastado, porque ficou do lado de fora com uma das mãos presa em uma das portas do metrô.

Ainda segundo Cláudio, o irmão da vítima, que estava do lado de dentro do vagão, chegou a acionar o freio de emergência.

A família não tem dúvidas de que houve falha no sistema de segurança das portas do metrô, já que a composição teria saído da plataforma, mesmo com Edson preso à porta.

>> Conheça propostas para o metrô dos sonhos no Recife

>> Após doações, cachorro encontrado ferido próximo ao metrô do Recife, se recupera de cirurgia

 

O acidente

O acidente aconteceu na última sexta-feira (4). Edson foi arrastado por cerca de 500 metros, no sentido Cajueiro Seco. Ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu horas depois.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.