ENERGIA

Com energia mais cara, veja dicas para economizar na conta de luz

O ajuste é de aproximadamente 6,78%

Com energia mais cara, veja dicas para economizar na conta de luz

Economizar: O ajuste é de aproximadamente 6,78% - Foto: Michael Carvalho/TV Jornal

Entrou em vigor nesta quarta-feira, (1º), a bandeira da escassez hídrica cujo valor é de R$14,20 para cada 100KWH consumidos. Essa taxa é de quase 50% mais cara que a bandeira vermelha que estava sendo cobrada. O aumento que equivale a aproximadamente 6,78% de ajusta na conta de energia foi anunciado pela Agencia Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). 

Para aliviar um pouco o bolso, Arthur Costa, economista e porta-voz  da Neoenergia Pernambuco dá dicas de como economizar. De acordo com o economista, é importante verificar na compra de qualquer equipamento se o objeto possui o chamado selo Procel, pois garante que o aparelho é o mais eficiente. Na ausência do selo Procel, consultar se possui o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). "O INMETRO clasifica o equipamento entre A e E, sendo A o mais eficiente e E o menos eficiente", ressaltou Arthur Costa. Confira a entrevista completa:

>>Funcionários terceirizados da Neoenergia são vítimas de choque elétrico durante troca de postes no Recife

>>Vai ter desconto na conta de luz de quem usar menos energia? Vai ter racionamento? Entenda medidas para combater a pior seca dos últimos 91 anos

De acordo com o representante da Neoenergia, os eletrodomésticos que consomem mais energia são: geladeira, ar-condicionado, ferro de passar e  chuveiro-elétrico. "Normalmente todos esses equipamentos que utilizam energia elétrica que aquece ou resfria, são os grandes vilões da residência", completou. 

Bolsonaro faz apelo para população economizar energia     

O presidente Jair Bolsonaro voltou a pedir que a população economize energia elétrica em meio ao agravamento da situação das usinas hidrelétricas por causa da seca. Durante sua live semanal nas redes sociais no dia 26 de agosto, o presidente classificou como "problema sério" a atual crise energética. 

"O problema é sério. Eu vou tentar fazer um apelo a você que está em casa agora. Eu tenho certeza que você pode apagar um ponto de luz agora. Eu peço esse favor pra você. Assim você estará ajudando a economizar energia e a economizar água das hidrelétricas", afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.