Pandemia

Procon Pernambuco autua e interdita bares do Grande Recife, por desrespeito a medidas contra a covid-19

Além do Procon, diversos órgãos públicos, como Apevisa, Polícia Militar e CTTU participaram da ação

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 13/09/2021 às 7:59 | Atualizado em 05/05/2022 às 16:18
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

O Procon Pernambuco realizou, nesse final de semana, fiscalização em bares e restaurantes da Região Metropolitana do Recife (RMR), no cumprimento das medidas preventivas contra a covid-19. Cerca de 45 estabelecimentos fizeram parte da rota dos fiscais.

Além do Procon, participaram da ação: a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Dircon e CTTU.

Sexta (10)

Na sexta-feira (10), o bar Seu Lessa, localizado no Arruda, Zona Norte do Recife, foi interditado pelos fiscais por descumprimento dos protocolos sanitários e decretos estaduais.

No local, muitos consumidores estavam sem máscara e não praticavam o distanciamento social. Em Abreu e Lima, no Grande Recife, no bairro de Caetés I, o estabelecimento Quintal 191 Bar e Grill foi autuado por fiscais, por funcionar fora do horário permitido.

Sábado (11)

No município de Paulista, durante a noite do sábado (11), os bares Hangar da Breja e o Seu Birita foram autuados e interditados pelo órgão, por estarem aglomerados e com consumidores sem fazer o uso da máscara corretamente.

Foi constatado pelos fiscais que havia consumidores em pé, que não praticavam o distanciamento social, além de estarem em funcionamento após horário determinado pelo Decreto Estadual.

Na Zona Norte do Recife, no bairro do Poço da Panela, o U.Bar foi multado, por terem consumidores em pé e sem fazer o uso da máscara corretamente.

Domingo (12)

Já neste domingo (12), os estabelecimentos: Tardizinha Premium Bar; Boteco do Cheff e o Guaiamundo do Forte, todos localizados em Paulista, no Litoral Norte, foram multados pelo Procon-PE, por descumprimento das medidas de proteção.

A equipe constatou que, nos locais, havia consumidores circulando sem fazer o uso da máscara de proteção.

Balanço

Desde janeiro, mais de 1.730 bares e restaurantes foram fiscalizados pelo Órgão de Defesa do Consumidor. Desse número, cerca de 400 receberam auto de constatação e 113 foram interditados.

+VÍDEOS