Agências de turismo são suspeitas de aplicar golpes em Pernambuco e SP


A Delegacia de Repressão ao Estelionato recebeu, nessa terça-feira (25), denúncias de possíveis golpes praticados por duas agências de turismo. Uma delas tem sede em São Paulo e outra em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. Uma das vítimas, Maria Aparecida Gomes, só descobriu o golpe no Aeroporto do Recife, quando tentava embarcar para o Chile com o marido. A dona de casa procurou a polícia para denunciar o possível golpe. Segundo ela, no ato da compra, o marido forneceu os dados do cartão de crédito ao dono da agência, que tem sede em Belo Jardim, e foi informada de que só teria acesso aos bilhetes na hora do embarque. Ao chegar ao Aeroporto, Maria Aparecida percebeu que os nomes no bilhete estavam errados. Desconfiada, a filha dela fez pesquisas na internet e descobriu queixas semelhantes feitas por um grupo que viajaria com a mesma agência para os Emirados Árabes.