Tristeza e revolta marcam velório de homem morto após briga em trânsito


Dor e revolta. Esses dois sentimentos estão presentes em familiares e amigos de José Douglas de Castro Costa, de 31 anos, durante o enterro no Cemitério de Santo Amaro, nesta quarta-feira (09). O montador de móveis foi morto a tiros depois de uma briga na Avenida Pan Nordestina, em Olinda. Ele discutiu no trânsito com um homem que estava em um carro branco.

PALAVRA CHAVE