Denúncia de insetos e superlotação da ala vermelha do Hospital Otávio de Freitas.


A direção do HOF disse que reconhece a alta demanda de pacientes na unidade, mas reforça que não recusa assistência, acolhendo os que procuram o serviço e dando os encaminhamentos necessários. A direção afirma que está com sua equipe multiprofissional atuando para realizar exames e procedimentos e que a emergência está em pleno funcionamento, abastecida dos insumos necessários para assistir ao público, sempre priorizando os casos mais graves e com risco de morte. Todos os pacientes também estão devidamente acomodados em leitos. Por mês, mais de 2,3 mil atendimentos são realizados na emergência em diversas especialidades.

PALAVRA CHAVE