Domingo de Ramos tem celebração diferente, por causa do coronavírus


Em tempos de pandemia de coronavírus, um domingo de ramos diferente foi registrado na Catedral da Sé, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife. Fora da igreja, a tradição de ver os ramos de plantas nas portas foi mantida. Dentro dela, um ambiente incomum, quase vazio. Devido à disseminação do novo coronavírus, a tradicional celebração, uma das mais importantes da igreja católica, foi realizada com portas fechadas e a transmissão foi feita pelo rádio e internet. Missa online Nos assentos, papéis marcavam simbolicamente a presença de varias paróquias e, apesar do isolamento social, houve presença espiritual. De casa, como deve ser, milhares de fiéis participaram da celebração, que marca o início da Semana Santa. Fé de casa O arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, destacou o papel da igreja de dar o exemplo e fornecer meios para que as pessoas reforcem sua fé de dentro de casa.

PALAVRA CHAVE