Caso Miguel: Ex-síndico de prédio presta depoimento no Recife


O ex-síndico do condomínio de luxo Píer Maurício de Nassau, Carlos Nobre, onde Miguel Otávio Santana da Silva morreu após cair do 9º andar, afirmou que o local em que o menino teve acesso antes da queda está de acordo com as normas exigidas pela lei. Além do ex-síndico, que deixou a função no dia 19 de maio, o zelador do prédio também prestou depoimento nesta quarta-feira (10).

PALAVRA CHAVE