Gerente de operações do prédio onde Miguel morreu discorda de declarações de ex-síndico


Além da manicure de Sarí Corte Real, o gerente de operações do prédio onde Miguel Otávio Santana morreu também prestou depoimento, nesta sexta-feira (12), na delegacia de Santo Amaro, na área central do Recife. Após ser ouvido pela Polícia Civil, ele concedeu entrevista e afirmou que discorda da fala do ex-síndico do condomínio de luxo Píer Maurício de Nassau, Carlos Nobre, que também já foi ouvido pela polícia.

PALAVRA CHAVE