Alunos afirmam que tiveram os CPFs usados irregularmente para a liberação do auxílio emergencial


Alunos do curso de medicina da Universidade de Pernambuco afirmaram que tiveram os CPFs usados irregularmente para a liberação de parcelas no pagamento do auxílio emergencial, benefício dado pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus. Ao todo, pelo menos, 21 estudantes caíram no golpe.

PALAVRA CHAVE