Dono de Haras, suspeito de atirar e matar funcionário da Celpe, segue foragido


O dono do Haras, suspeito de atirar e matar funcionário terceirizado da Celpe, na hora em que foi comunicado que teria a luz da propriedade cortada, em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, segue foragido. De acordo com a polícia, após o corte de energia, o dono do Haras teria demonstrado insatisfação, atirando contra a vítima.

PALAVRA CHAVE