Feminicídio: Acusado de matar e decapitar diarista em 2017 é condenado a 21 anos de prisão


A 1ª Vara do Tribunal do Júri de Jaboatão dos Guararapes condenou, nesta quinta-feira (15), Alefy Richardson da Silva a 21 anos de prisão. Ele foi considerado culpado por homicídio triplamente qualificado ao assassinar a diarista Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 52 anos. O crime aconteceu em 9 de dezembro de 2017, na comunidade Suvaco da Cobra, no bairro de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, no dia 10 de dezembro de 2017.

PALAVRA CHAVE