Quis implantar próteses de seios para ser mais feliz, diz amiga de mulher trans morta em clínica


A mulher trans Lorena Muniz teve a vida interrompida, no domingo (21), após a clínica onde estava colocando próteses nos seios, em São Paulo, pegou fogo. A cabeleireira, de 25 anos, fazia questão de demonstrar o talento com cabelo e maquiagem nas redes sociais. A pernambucana era dona de um salão no bairro do Fragoso, em Olinda. De acordo com a amiga dela, a mulher trans fez a cirurgia para realizar um sonho e ser mais feliz.

PALAVRA CHAVE