Polícia investiga morte de dentista em Paulista; Ex-marido é suspeito


A família da dentista, de 24 anos, que foi levada para o Hospital desacordada pelo ex-sogro denuncia que a profissional pode ter sido assassinada. Segundo o laudo emitido pelo Instituto de Medicina Legal, a vítima foi morta por asfixia direta por esganadura. Emelly Nayane da Silva Ribeiro, morreu na última segunda-feira (22), e a família suspeita que o ex-marido tenha praticado o crime.

PALAVRA CHAVE