Em carta, família pede que ex-companheiro de dentista morta esganada ajude a polícia


Os desdobramentos da morte de uma dentista, de 24 anos, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, continuam. Nesta sexta-feira (26), os pais da jovem conversaram com a imprensa e deram detalhes do último contato que a vítima teve com a família. Em uma carta aberta, o pai da jovem, emocionado, pediu que o ex-companheiro de Emely Nayane da Silva Ribeiro ajude a polícia na investigação do caso.

PALAVRA CHAVE