Caso Miguel: dor e luta por justiça marcam vida de Mirtes sem o filho

Publicado em 04/06/2021 às 12:48
Leitura:
Perder um filho é sentir saudade do que viveu e do que poderia ter vivido. Esse é o sentimento que Mirtes Renata Santana de Souza convive há um ano, desde que Miguel Otávio Santana da Silva, 05 anos, caiu do 9º andar de um prédio de luxo no Centro do Recife, quando a acompanhava em um dia de trabalho como empregada doméstica. Ele era a vida dela. Era pelo filho que Mirtes saía todos os dias para trabalhar, se esforçava para pagar escola particular, plano de saúde, passeios em família e não deixava faltar nada. Foi nesta perda que Mirtes descobriu sua maior força. Para superar a dor, ela resolveu voltar a estudar e transformar sua história em luta.

+VÍDEOS