Advogadas de vítima de estupro coletivo em Candeias recebem ameaças


As advogadas que defendem uma jovem de 16 anos que sofreu um estupro coletivo em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, estão recebendo ameaças pelas redes sociais. Além das especialistas, a vítima também está sendo ameaçada. O inquérito foi concluído e a denúncia foi aceita pelo Ministério Público, porém os acusados ainda estão sendo procurados para julgamento. As advogadas registraram queixa na polícia, que abriu outro inquérito para investigar as ameaças e acionaram a Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco (OAB-PE) para acompanhar os casos. Confira os detalhes na reportagem exibida no Bronca 24 horas desta quinta-feira (22).