CORONAVOUCHER

Caixa Econômica Federal afirma que já pagou R$ 60 bilhões em auxílio emergencial

O valor soma os pagamentos feitos nas duas parcelas liberadas pela Caixa Econômica Federal

Caixa Econômica Federal afirma que já pagou R$ 60 bilhões em auxílio emergencial

Agências da Caixa estão sendo muito procuradas neste período de pandemia - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal pagou R$ 60 bilhões de auxílio emergencial, somadas as primeiras e segunda parcelas. No total, 55,1 milhões de pessoas receberam a primeira parcela. O pagamento da segunda parcela alcançou 30,4 milhões de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. O auxílio emergencial é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), por parcela.

Do total pago até agora, R$ 22,8 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 11,7 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 25,5 bilhões para quem se cadastrou pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Os cadastros processados para pedir o benefício chegaram a 101,2 milhões. Desse total, 59 milhões foram considerados elegíveis e 42,2 milhões inelegíveis. Quase 10 milhões de pessoas ainda aguardam para saber se terão o benefício: 4,9 milhões de cadastros estão em análise e outros 4,8 milhões em reanálise. O cadastro no programa pode ser feito até o dia 3 de junho.

Advogado tira dúvidas sobre auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal começou o pagamento de novos lotes do auxílio de R$ 600 para ajudar durante a crise provocada pelo novo coronavírus. O Por Dentro com Cardinot recebeu dúvidas dos telespectadores sobre o coronavoucher e o advogado previdenciário, Almir Reis, respondeu as perguntas. 

Quem recebe por meio digital poderá fazer a transferência para outras contas quando? Recebeu a primeira parcela, mas a segunda não foi autorizada? Mensagem solicitando uma foto da carteira de identidade? É seguro? 

Auxílio emergencial pode ser prorrogado

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que poderá ser prorrogado o auxílio emergencial pago a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família em virtude da pandemia de covid-19. O valor do auxílio é de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras, que deverá ser pago em três parcelas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.