PANDEMIA

Secretário critica aglomerações e ameaça fechar praias de Pernambuco

As praias de Pernambuco têm registrado aglomerações frequentemente

Secretário critica aglomerações e ameaça fechar praias de Pernambuco

Praias lotadas têm sido registros frequentes em Pernambuco - Foto: Felipe Ribeiro/ JC Imagem

Em coletiva de imprensa online, realizada nesta quarta-feira (13), o secretário Estadual de Saúde, André Longo, voltou a criticar as cenas de aglomeração registradas nas praias, parques e bares de Pernambuco. Ele também reclamou do desrespeito ao uso da máscara, medidas que são importantes para evitar a propagação do novo coronavírus.

Sem música 

Como resposta, a partir da próxima sexta-feira (15), o comércio de praia, bares, restaurantes e estabelecimentos similares estão proibidos de utilizar som. "Iremos proibir por 30 dias a utilização de som de qualquer natureza em bares, restaurantes, estabelecimentos similares, inclusive no comércio de praia. Isso tem contribuído para aglomerações (...) Qualquer tipo de utilização de som que cause aglomeração, sejam os chamados paredões mecânicos ou orquestras, que poderão ser alvo de apreensão do poder público", afirmou.

Governo ameaça fechar praias 

Ainda durante a coletiva, o secretário André Longo pediu que a população respeite os protocolos e apontou o esforço das prefeituras para fiscalizar as praias.

"Volto a pedir a compreensão de todos os gestores municipais, comerciantes, empresários, e da própria população para cumprimento das normas e protocolos. É certo que houve um grande esforço das prefeituras, especialmente as da Região Metropolitana, no último final de semana, no reforço da fiscalização das praias. Mas, apesar disso, ainda não foi o suficiente para impedir a falta de cuidado e o descumprimento das normas sanitárias em diversos pontos de praias e em alguns parques (...) Caso as cenas de grandes concentrações se repitam neste final de semana iremos ter de adotar restrições severas neste espaço público", disse.

O secretário ameaça fechar as praias de Pernambuco a partir da próxima semana. "Não queremos fechar as faixas de areia ou impedir a comercialização nesses locais, mas, caso essa situação continue a se repetir, o Comitê Estadual de Enfrentamento irá determinar o fechamento dos locais onde há aglomeração, a partir da próxima semana. Nós estamos dando mais uma oportunidade para que a população entenda", ameaçou.

Segundo André Longo, Pernambuco tem quase 200 km de litoral e "é possível procurar um local que não haja aglomeração". "Se não houver a colaboração de todos juntos, infelizmente teremos que adotar essa medida restritiva mais severa a partir da próxima semana", enfatizou.

Assista a coletiva completa:  

Covid-19 em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (13), 1.803 casos da covid-19. Entre os confirmados nesta quarta, 93 (5%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.710 (95%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 236.041 casos confirmados da doença, sendo 30.017 graves e 206.024 leves.

Também foram confirmados 30 óbitos, ocorridos entre os dias 1º/12/2020 e 12/01/2021. Com isso, o Estado totaliza 9.919 mortes pela covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.