CRIME

Vídeo com ofensas e ameaças motivou prisão de deputado bolsonarista Daniel Silveira

No vídeo, Daniel Silveira faz insultos a ministros do STF e diz que já imaginou magistrados apanhando

Vídeo com ofensas e ameaças motivou prisão de deputado bolsonarista Daniel Silveira

Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso nesta terça-feira (16) - Foto: Reprodução/YouTube

A prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) na noite de terça-feira (16) foi motivada pela publicação de um vídeo no canal do YouTube do parlamentar. No vídeo, Daniel, que é bolsonarista, faz insultos aos ministros do STF e chega a dizer que já imaginou os magistrados apanhando. No mandado de prisão, o ministro Alexandre de Moraes determinou que o YouTube derrube o vídeo, mas a reportagem do site da Rádio Jornal confirmou que o vídeo ainda podia ser visto às 8h45 desta quarta-feira (17). 

O vídeo foi publicado na segunda-feira (15) e tem 19 minutos e 12 segundos de duração. Na gravação, Daniel critica o ministro Edson Fachin que classificou como “intolerável e inaceitável” qualquer forma de pressão contra o Judiciário. A fala de Fachin foi feita após a divulgação de uma mensagem postada em 2018 pelo ex-comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, no Twitter. Na época, às vésperas de um julgamento de Habeas Corpus do ex-presidente Lula, Villas Bôas disse que o Exército tinha “repúdio à impunidade”. 

 

>>> Mais de 90 prisões no currículo: Quem é Daniel Silveira, o deputado detido por ameaçar o STF?

 

No vídeo publicado por Silveira, o parlamentar usa palavrões para dizer que os ministros do STF não servem para o Brasil. “Não servem para p... nenhuma para esse país", afirmou. Ele também disse que os magistrados "não têm caráter, nem escrúpulo, nem moral" e que deveriam ser retirados do cargo. O deputado disse respeitar apenas o presidente da corte, ministro Luiz Fux. 

"Vá lá, prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Seja homem uma vez na tua vida, vai lá e prende Villas Bôas. Fala pro Alexandre de Moraes, o homenzão, o f..., vai lá e manda ele prender o Villas Bôas. Vai lá e prende um general do Exército", provocou o deputado federal no vídeo. 

Edson Fachin, Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso foram alguns dos ministros mais atacados no vídeo. “Eu quero ver, Fachin. Você, Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, o que solta os bandidos o tempo todo. Toda hora dá um habeas corpus, vende um habeas corpus, vende sentenças”, disse. 

O parlamentar prosseguiu: "Fachin, um conselho para você. Vai lá e prende o Villas Bôas, rapidão, só para a gente ver um negocinho, se tu não tem coragem. Porque tu não tem colhão para isso, principalmente o Barroso, que não tem mesmo. Na verdade ele gosta do colhão roxo", insinuou o Silveira. 

"Gilmar Mendes? Barroso, o que é que ele gosta? Colhão roxo. Mas não tem colhão roxo. Fachin, covarde. Gilmar Mendes? É isso que tu gosta né, Gilmarzão? A gente sabe", disse o parlamentar insinuando que Gilmar Mendes gosta de dinheiro. 

Surra

No vídeo o deputado chegou a dizer que já imaginou o ministro Edson Fachin "levando uma surra", bem como "todos os integrantes dessa Corte aí". "O que você vai falar? Que eu tô fomentando a violência? Não, só imaginei. Ainda que eu premeditasse, ainda assim não seria crime, você sabe que não seria crime. Qualquer cidadão que conjecturar uma surra bem dada nessa sua cara com um gato morto até ele miar, de preferência após a refeição, não é crime", disse.

"Na minha opinião, vocês já deveriam ter sido destituídos do posto de vocês e uma nova nomeação convocada e feita de onze novos ministros. Vocês nunca mereceram estar aí. E vários que já passaram também não mereceram. Vocês são intragáveis", afirmou.

* O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação optou por não publicar o vídeo que motivou a prisão de Daniel Silveira, pois o conteúdo está sendo associado à prática de crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.