BENEFíCIO

Bolsa Família 2021: governo suspende revisão cadastral por mais seis meses

A suspensão da revisão cadastral do Bolsa Família e CadÚnico começou em março do ano passado

Bolsa Família 2021: governo suspende revisão cadastral por mais seis meses

Medida foi editada em razão da pandemia de covid-19 - Foto: Divulgação/PF

Com informações da Agência Brasil

O Ministério da Cidadania prorrogou a suspensão de revisões cadastrais e de procedimentos operacionais do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). A portaria foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União, nessa quarta-feira (31).

A suspensão da revisão cadastral do Bolsa Família e CadÚnico começou em março do ano passado, e tem sido prorrogada, desde então por causa da persistência da pandemia de covid-19 no país.

 

>> Auxílio emergencial 2021: consulta ao benefício será liberada nesta sexta (2); veja como

>> Auxílio emergencial 2021 começa agora em abril; entenda calendários de pagamento e saque das 4 parcelas

>> Atualização do Caixa Tem é suspensa até maio; quem não fez deixa de receber auxílio emergencial?

 

Suspensão

A suspensão, por mais 180 dias, ou seja, seis meses, vale para procedimentos como os de averiguação e revisão cadastral, bem como as ações de bloqueio de benefícios de famílias sem informação de acompanhamento das regras do programa, como a frequência escolar e ações de saúde.

 

>> Confira o calendário do Bolsa Família de abril, com auxílio emergencial e 13º salário

>> Auxílio Emergencial 2021: confira todos os calendários das 4 parcelas divulgados pelo Ministério da Cidadania

>> Governo Federal: pagamento do auxílio emergencial 2021 é oficializado e começa em 6 de abril; saiba sobre calendários

 

Covid-19

De acordo com o texto, a medida visa a “evitar aglomerações e evitar que os integrantes de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, assim como os cidadãos que trabalham em unidades de cadastramento dessas famílias, exponham-se à infecção pelo [novo] coronavírus”.

Além disso, a operação dos programas continua prejudicada, sobretudo nos municípios, por situações como suspensão de aulas, direcionamento de atividades das unidades de saúde para atender aos infectados pela covid-19 e alteração no funcionamento de alguns centros e postos de cadastramento.

 

>> Governo anuncia regras do auxílio emergencial 2021

>> Auxílio emergencial 2021: aumento de valor para R$ 600 é possível?

>> Auxílio emergencial 2021: quantos recebem por família? Já tem calendário? Quanto recebe quem é do Bolsa Família? Veja detalhes do decreto editado por Bolsonaro

 

Transferências da União

Também está suspenso o cálculo do novo índice para apuração dos valores que são transferidos pela União aos municípios, estados e ao Distrito Federal, no âmbito dos programas sociais federais. Nesse caso, será utilizado o fator referente a fevereiro de 2020.

 

>> Auxílio emergencial 2021: além do aumento do valor para R$ 600, confira outras mudanças que ainda podem acontecer

>> Calendário do auxílio emergencial 2021: confira datas de pagamento para beneficiários do Bolsa Família em abril, maio, junho e julho

>> Auxílio emergencial 2021: veja como consultar e regularizar situação do CPF para garantir benefício

>> Quem não conseguiu auxílio emergencial em 2020 poderá receber em 2021?

>> Auxílio emergencial 2021: precisa fazer cadastro de novo? E quem não é cadastrado?

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.