DINHEIRO

Banco Central nega golpe com Pix agendado; entenda como funciona para evitar cair

Segundo o órgão, a mensagem que circula na internet sobre golpe no Pix não passa de rumor


Banco Central nega golpe com Pix agendado; entenda como funciona para evitar cair

A chave Pix previamente cadastrada pode ser CPF, CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória - Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Previsto para tornar-se obrigatório a todas as instituições financeiras a partir de 01 de setembro, o Pix agendado é seguro e não permite brechas para golpe, informou nesta quarta-feira (23) o Banco Central. O órgão reagiu a boatos que circulam nas redes sociais de que criminosos poderiam usar a opção de agendamento para aplicarem golpes.

Segundo mensagens compartilhadas na internet, correntistas estariam recebendo notificações de Pix agendado de um desconhecido. Em seguida, o autor da mensagem entra em contato com o destinatário dizendo que a transferência foi feita por engano e pede a devolução do dinheiro. Em seguida, o golpista cancelaria o agendamento inicial, fazendo a vítima ficar no prejuízo.

De acordo com o Banco Central (BC), essa descrição não passa de boato porque esse formato de golpe não pode ser executado. O recebedor de um Pix agendado só recebe a notificação quando o dinheiro cai na conta, não no momento do agendamento. Além disso, um agendamento pode ser cancelado a qualquer momento. Dessa forma, em caso de engano, o próprio autor do pagamento pode desfazer a transação sem o conhecimento do destinatário.

Como funciona o golpe?

Segundo o BC, não existe a possibilidade de a vítima receber uma notificação de um dinheiro que não caiu na conta. O órgão ressalta que as notificações relativas ao Pix são recebidas apenas por meio do aplicativo da instituição financeira, não por meio de SMS ou de aplicativos de mensagens. O conteúdo da mensagem é o seguinte:

“Ontem la no trabalho a tarde minha colega recebeu um pix de 250 reais mas estava na opção agendada. Ela ficou sem entender, de quem tinha feito, logo em seguida ela recebeu um zap de uma pessoa desesperada falando que tinha feito um pix errado e caiu na conta dela, e se ela podia devolver com urgência pq alguém dela estava esperando esse dinheiro.

> Limite do PIX é igual ao das transferências eletrônicas, diz Banco Central

Minha colega na hora ficou tão aflita devido o desespero da pessoa que quase transferia, mas ainda bem que estávamos com ela pois tinha um grande detalhe: Pix agendado para o dia 15 no caso ia cair hoje, então percebemos que isso é um novo golpe, então falamos para ela, para dizer a pessoa que iria devolver mas quando o dinheiro estiver na conta dela, pois ainda estava agendado! Pois o dinheiro não entrou e a pessoa bloqueou ela Então fique atentos é o novo golpe!!! *Recebi em outro grupo* *Fiquem espertos*”

O que fazer se for vítima?

A recomendação para vítimas do golpe é coletar o máximo de informações sobre o criminoso – comprovante do Pix agendado e número de celular — e enviá-las às autoridades.

Rastreamento

Para destacar a confiabilidade do Pix, o BC informa que todas as operações são rastreáveis e que o novo sistema de pagamentos instantâneos permite a localização fácil dos donos das contas de origem e de destino de qualquer transação, mediante autorização judicial.

> BC aprova obrigatoriedade de bancos ofertarem Pix por agendamento

A função agendamento do Pix está disponível desde o lançamento da ferramenta, em novembro do ano passado. No entanto, até agora o recurso é facultativo e nem todas as instituições financeiras oferecem a opção.

A partir de 1º de julho, empresas e prestadores de serviço poderão fornecer um código QR (versão avançada do código de barras) com data futura de vencimento no Pix Cobrança, modalidade do Pix que substitui os boletos bancários. A partir de 1º de setembro, as instituições financeiras deverão oferecer a opção de agendamento a todos os correntistas – pessoas físicas e jurídicas – que usam o Pix.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.