Economia

Caixa diz que calendário do novo auxílio emergencial está pronto; veja o que falta para anúncio

“Do ponto de vista técnico, estamos preparados desde 2020'', afirmou o presidente da Caixa sobre o novo auxílio emergencial

Marcello Casal Jr./ABr
FOTO: Marcello Casal Jr./ABr
Leitura:

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (18) que o calendário de pagamento da nova rodada do auxílio emergencial está pronto. As datas de pagamento, no entanto, dependem de validação do presidente Jair Bolsonaro, que entregará ao Congresso Nacional as medidas provisórias que autorizam a retomada do benefício social.

Em entrevista coletiva para explicar o lucro de R$ 13,169 bilhões do banco em 2020, Guimarães informou que, desta vez, a instituição financeira está mais preparada tecnologicamente para retomar o pagamento nas agências e por meio do aplicativo Caixa Tem, de modo a evitar aglomerações.

“Do ponto de vista técnico, estamos preparados desde 2020, fazendo esse equilíbrio entre o pagamento nas agências e no digital, tendo como objetivo básico ajudar as pessoas a receber os recursos e evitar aglomeração”, declarou Guimarães.

Ele explicou que o pagamento a 45,6 milhões de beneficiários seguirá o modelo adotado no segundo semestre do ano passado, com calendários escalonados para os trabalhadores informais e com o cronograma habitual do Bolsa Família para os participantes do programa social.

Pagamento em abril

Após confirmar que o governo federal irá pagar o novo auxílio emergencial para famílias de baixa renda e trabalhadores informais, o ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o pagamento da primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial deve ficar para abril. A declaração foi dada em entrevista ao site Jota, na sexta-feira (12). Além disso, ele reforçou que o benefício vai variar de R$ 150 a R$ 375, e não será de R$ 600, como aconteceu em 2020.

> Auxílio emergencial 2021 poderá ser movimentado via Pix ou transferências?

> Prefeitura anuncia auxílio emergencial de até R$ 150 exclusivo para moradores do Recife

O ministro afirmou que as contrapartidas fiscais exigidas na proposta de emenda à Constituição (PEC) Emergencial foram necessárias porque o governo não tinha condições de continuar a pagar um benefício de R$ 600. A expectativa inicial governo é pagar o novo auxílio emergencial ainda no mês de março.

Atualizar cadastro no Caixa Tem

Com o novo auxílio emergencial confirmado pelo governo federal, restando apenas a aprovação da PEC Emergencial, que viabiliza o benefício em 2021. Apesar de ainda não ter o calendário para pagamentos e saques, todos os correntistas da Caixa Econômica Federal, que possuem direito a receber o auxílio emergencial, devem atualizar os cadastros no aplicativo da Caixa Tem para evitar fraudes no pagamento. A informação foi dada em primeira mão pelo SBT News.

> Saiba como atualizar o cadastro no Caixa Tem para evitar fraudes no recebimento do auxílio

De acordo com a apuração do SBT News, quem não realizar a atualização, pelo menos na etapa inicial de pagamentos, deve receber o novo auxílio emergencial normalmente. No entanto, ao longo dos meses, a regra pode mudar e a atualização das informações no Caixa Tem deve ser uma das condições necessárias para receber o dinheiro.

Mais Lidas