Pagamentos

INSS 2022: veja tabela de reajuste do INSS 2022, calendário para aposentados e pensionistas e últimas notícias


Tanto quem recebe do INSS 2022 até um salário mínimo, quanto quem recebe mais do que o piso nacional, terão novos valores, a partir da próxima semana

Karina Albuquerque
Karina Albuquerque
Publicado em 21/01/2022 às 11:34
Notícia
MARCOS SANTOS/USP IMAGENS
O abono salarial do PIS/Pasep, trata-se de um direito do trabalhador concedido pelo Governo Federal a funcionários que atendem aos requisitos necessários. Eles podem sacar até um salário mínimo - FOTO: MARCOS SANTOS/USP IMAGENS
Leitura:

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começará a realizar os pagamentos dos benefícios com reajuste para aposentados e pensionistas a partir da próxima semana [veja o calendário do INSS 2022 abaixo].

>> INSS: R$ 960 milhões em atrasados são liberados para aposentados e pensionistas; veja se você recebe

Além disso, foi divulgada a tabela de reajustes do INSS 2022. Tanto quem recebe até um salário mínimo, quanto quem recebe mais do que o piso nacional, terão novos valores, mas com altas diferentes.

Reajustes do INSS 2022

Aposentados e pensionistas com valor até 1 salário mínimo

Quem recebe até um salário mínimo tem o valor do benefício seguindo o reajuste do governo federal. Para 2022, o salário mínimo subiu 10,18%, indo de R$ 1.100 para R$ 1.212, afetando os benefícios do INSS.

O pagamento começa a partir do dia 25 de janeiro, com a ordem de acordo com o número final do cartão do benefício, que aparece antes do traço.

Aposentados e pensionistas com valor acima de 1 salário mínimo

Já para aqueles cujo benefício é superior ao salário mínimo, o aumento será de 10,16%. O reajuste segue o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do ano anterior, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Tabela de reajustes do INSS 2022

Os novos valores do INSS serão pagos já em janeiro de 2022 para as pessoas que estavam recebendo o benefício em 1º de janeiro de 2021.

Quem começou a receber os benefícios a partir de fevereiro do ano passado terá percentual menor, entre 9,86% e 0,73%, já que ainda não completou o ciclo de 12 meses de pagamentos.

Assim, quanto mais tarde for a data de início do benefício, menor o percentual de reajuste.

Confira o reajuste dos benefícios concedidos de acordo com as respectivas datas:

Data de início do benefício - Reajuste (%)

  • Até janeiro de 2021 - 10,16
  • Em fevereiro de 2021 - 9,86
  • Em março de 2021 - 8,97
  • Em abril de 2021 - 8,04
  • Em maio de 2021 - 7,63
  • Em junho de 2021 - 6,61
  • Em julho de 2021 - 5,97
  • Em agosto de 2021 - 4,90
  • Em setembro de 2021 - 3,99
  • Em outubro de 2021 - 2,75
  • Em novembro de 2021 - 1,58
  • Em dezembro de 2021 - 0,73

Teto do INSS 2022

Com a alta, o teto dos benefícios do INSS, que também segue o INPC, passará a ser de R$ 7.087,22 neste ano. Os novos valores ainda foram confirmados pelo governo federal, por meio de publicação no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira (20).

Dedução INSS 2022

O reajuste também se reflete na cobrança da contribuição dos trabalhadores para o INSS. Para empregados com carteira assinada, domésticos e trabalhadores avulsos, a tabela de recolhimento passa a ser:

  • 7,5% para até um salário mínimo (R$ 1.212)
  • 9% para quem ganha entre R$ 1.212,01 e R$ 2.427,35
  • 12% para quem ganha entre R$ 2.427,36 e R$ 3.641,03
  • 14% para quem ganha entre R$ 3.641,04 e R$ 7.087,22

Os recolhimentos efetuados em janeiro – relativos aos salários de dezembro passado – ainda seguem a tabela anterior

Valores dos benefícios do INSS

O valor mínimo do salário de benefício e do salário de contribuição pagos a partir de 1º de janeiro de 2022, não poderão ser inferiores a R$ 1.212, nem superiores a R$ 7.087,22.

O mesmo valor mínimo será aplicado para benefícios de prestação continuada pagos pelo INSS correspondentes:

  • a aposentadorias;
  • auxílio por incapacidade temporária e pensão por morte (valor global);
  • aposentadorias dos aeronautas;
  • pensão especial paga às vítimas da síndrome da talidomida;
  • auxílio reclusão.

Também será de R$ 1.212 o valor da pensão especial paga:

  • aos dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru, em Pernambuco;
  • do amparo social ao idoso e à pessoa com deficiência
  • da renda mensal vitalícia.

Os valores dos benefícios concedidos ao pescador, ao mestre de rede e ao patrão de pesca “deverão corresponder, respectivamente, a uma, duas e três vezes o valor de R$ 1.212”. Já o benefício devido aos seringueiros e seus de pendentes será de R$ 2.424.

O valor da cota do salário-família por filho ou equiparado de qualquer condição, até 14 anos de idade, ou inválido de qualquer idade, a partir de 1º de janeiro de 2022, é R$ 56,47 para:

  • segurados com remuneração mensal (valor total do respectivo salário de contribuição, ainda que resultante da soma dos salários de contribuição correspondentes a atividades simultâneas) não superior a R$ 1.655,98.

Calendário do INSS 2022

O pagamento para aposentados e pensionistas com menos de 1 salário mínimo começa em 25 de janeiro, e para quem recebe mais de um salário mínimo, começa a partir de 1º de fevereiro, e a ordem também segue o número final do cartão do benefício, sem considerar o dígito.

Para aqueles que passaram a receber a aposentadoria ou pensão a partir de fevereiro de 2021, o valor de reajuste será diferente. Nesses casos, aumento varia conforme o primeiro mês de concessão do benefício, e os valores serão divulgados pelo governo.

Até 1 salário mínimo

Confira o calendário de pagamentos do INSS 2022 para quem tem benefícios de até 1 salário mínimo:

Reprodução/ Governo Federal
Calendário do INSS 2022 para benefícios de até 1 salário mínimo - Reprodução/ Governo Federal

Acima de 1 salário mínimo

Confira o calendário de pagamentos do INSS 2022 para beneficiários que recebem mais de 1 salário mínimo:

Reprodução/ Governo Federal
Calendário do INSS 2022 para benefícios acima de 1 salário mínimo - Reprodução/ Governo Federal

Prova de Vida do INSS 2022

Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória em 2022; assista ao vídeo do TV Jornal Meio Dia de 10/1/2022 e veja a conversa da repórter Simone Santos com João Varela, especialista em direito previdenciário e entenda:

Comentários

Mais Lidas