COVID-19

Paulo Câmara amplia vacinação contra a covid-19 em Pernambuco; saiba mais

Novidades foram anunciadas nesta segunda-feira (25).

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 25/04/2022 às 17:35 | Atualizado em 25/04/2022 às 19:19
Notícia
Vídeo / Reprodução - Djair Pedro/SEI
Paulo Câmara durante pronunciamento divulgado nesta segunda-feira (28) - FOTO: Vídeo / Reprodução - Djair Pedro/SEI
Leitura:

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta segunda-feira (25), a ampliação da vacinação contra a Covid-19, com a segunda dose de reforço na população a partir de 60 anos de idade.

O público de idosos é estimado em mais de 1,2 milhão de pessoas em Pernambuco, e até o momento cerca de um milhão deles já foram vacinados com a primeira dose de reforço (ou terceira dose), o que equivale a 80,6% da cobertura vacinal nessa faixa etária.

Quando se considera a população com mais de 18 anos, o percentual de cobertura se aproxima de 50%. Já a segunda dose de reforço está com cobertura de 18% do público elegível.

Além da imunização contra a Covid-19, o governador também anunciou para o próximo sábado, dia 30, a realização de um “Dia D” de vacinação contra os vírus da influenza e do sarampo.

Ele reiterou que as vacinas têm sido a principal arma na luta contra a pandemia, e ampliar a imunização contra o coronavírus e outras doenças, sobretudo nos grupos mais vulneráveis, é uma prioridade do Estado.

“É uma medida que vai assegurar a proteção para os mais velhos e garantir que os números da Covid continuem caindo. Aproveito ainda para convocar todos os maiores de 60 anos e os pais das crianças de 6 meses a 4 anos de idade, para participar do nosso Dia D contra a influenza, que será realizado no próximo sábado”, reforçou Paulo Câmara.

DIA D

A partir do Dia D, no próximo sábado, e até 03 de junho, que compõem a segunda etapa da campanha, serão vacinadas contra influenza e sarampo, de forma simultânea, crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade.

Na segunda etapa também serão imunizados contra a influenza os grupos de gestantes, puérperas, povos indígenas, professores das escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas.

Comentários

Mais Lidas