Auxílio Brasil

EMPRÉSTIMO AUXÍLIO BRASIL: Quando vai começar a pagar o empréstimo do Auxílio Brasil? Veja detalhes

O empréstimo do Auxílio Brasil acabou sendo aprovado por Jair Bolsonaro

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 05/08/2022 às 17:42
Notícia
BRUNO CAMPOS
Veja como funciona o empréstimo Auxílio Brasil - FOTO: BRUNO CAMPOS
Leitura:

Na última quarta-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro aprovou uma lei que permite a contratação de empréstimo consignado por beneficiário de programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Veja agora mais detalhes sobre o empréstimo consignado do Auxílio Brasil e saiba quando começa.

Empréstimo Auxílio Brasil

O empréstimo do Auxílio Brasil é um tipo de empréstimo em que a prestação mensal é descontada diretamente da folha de pagamentos. Até então, era destinado a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), trabalhadores com carteira assinada e servidores públicos.

Dessa vez, uma medida provisória do governo autorizou a concessão deste tipo de empréstimo, também, para os beneficiários de programas sociais.

Qual o valor do empréstimo consignado?

Cada banco ou instituição financeira estabelece o valor mínimo que pode ser contratado. Em média, o valor mínimo acaba sendo liberado em R$ 500.

Já o valor máximo é determinado por lei. No caso das pessoas que recebem o Auxílio Brasil, o valor será aquele em que as parcelas comprometerem até um máximo de 40% do valor mensal do beneficiário.

O valor máximo do empréstimo do Auxílio Brasil será aquele em que o valor da parcela seja de no máximo R$ 160.

Como será feito o pagamento?

O Ministério da Cidadania vai descontar diretamente dos beneficiários as parcelas do empréstimo. Sabendo disso, vale lembrar que a pessoa cadastrada no programa vai receber apenas o valor restante.

Quando começa a pagar o empréstimo?

A expectativa é que o pagamento do empréstimo consignado do Auxílio Brasil comece a ser liberado ainda neste mês de agosto. Apesar disso, os principais bancos ainda estão aguardando a regulamentação de condições como a taxa de juros e outras questões operacionais para começar a oferta do crédito aos beneficiários do programa.

Com informações do site G1*

Comentários

Mais Lidas