TRAGÉDIA

Mortos em deslizamento em Abreu e Lima são sepultados

O enterro das quatro pessoas da mesma família que morreram no deslizamento aconteceu em Camocim de São Félix. O vizinho da família que também morreu na tragédia em Abreu e Lima foi sepultado no Recife

Mortos em deslizamento em Abreu e Lima são sepultados

Um multidão acompanhou o sepultamento sob forte comoção - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Os corpos das quatro pessoas da mesma família que morreram em deslizamento de barreira no bairro de Caetés, em Abreu e Lima, Grande Recife, foram sepultados no início da tarde desta sexta-feira (26). O cortejo da igreja da cidade até o cemitério foi acompanhado por dezenas de pessoas.

Aconteceu no município de Camocim de São Félix, no Agreste de Pernambuco, o enterro de Silvano da Silva, 49 anos, e dos seus filhos Luiz Henrique, 15, Mariana da Silva, 19, e Maria Eduarda, 21, que estava grávida de 8 meses. Camocim é terra natal de Silviano e onde mora boa parte dos familiares das vítimas.

Também vítima da tragédia em Caetés, Adalmir Ferreira, que era vizinho da família, foi sepultado no Recife. Amigos e parentes que estiveram no velório ainda não estavam acreditando no que havia acontecido.

Outras sete morreram em áreas do Recife e Olinda em decorrência das chuvas da última quarta-feira (24).

Relembre a tragédia

As fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife (RMR) entre a tarde da última terça-feira (23) e a quarta-feira (24) provocaram mortes e destruição. Ao todo, 12 pessoas morreram após queda de uma árvore e deslizamentos de barreiras.

Em um dos imóveis atingidos em Abreu e Lima, estava Adalmir Ferreira dos Santos, de 53 anos, que teve o corpo encontrado no início da manhã desta quarta-feira (24). Na outra casa morava uma família. O pai, Silvano da Silva, 49, e um dos filhos, Luiz Henrique da Silva, 15, foram encontrados sem vida. A filha, identificada como Mariana da Silva, 19, chegou a ser resgatada, mas morreu a caminho do hospital.

A mãe, Hariana Xavier, 39, foi encontrada com vida e encaminhada ao Hospital Miguel Arraes. Maria Eduarda da Silva, 21 anos, filha mais velha do casal e grávida de oito meses, foi encontrada morta no fim da noite desta quarta-feira (24). Segundo o marido, ela havia ido passar a semana na casa dos pais.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.