INVESTIGAçãO

Polícia detalha caso de Sandy Evelin, encontrada morta dentro de um canal, em Olinda

Segundo a polícia, o suspeito foi preso e a investigação continua

Polícia detalha caso de Sandy Evelin, encontrada morta dentro de um canal, em Olinda

A adolescente foi assassinada em julho de 2015. - Foto: Reprodução/TV Jornal

O segundo suspeito de ter participado do crime da adolescente Sandy Evelin, assassinada em julho de 2015, foi preso na própria casa, no bairro de Alto do Sol Nascente, em Olinda. Identificado como Walisson Wendel Feitosa de Araújo, de 22 anos, recebeu mandando de prisão temporária e os detalhes foram divulgados nesta quinta-feira (19). Segundo a polícia, o crime teve motivação passional. O homem foi foi levado para a Delegacia de Homicídios de Olinda.

Primeiro suspeito

Ainda de acordo com a polícia, o primeiro envolvido no crime, identificado como José Henrique Gonçalves de Santana, de 24 anos, conhecido como Chapa, já está preso por tráfico de drogas e teve o mandado de prisão pedido pela Justiça.

"Eles fazem parte de um grupo de tráfico de drogas que põe medo na comunidade (Alto do Sol Nascente). Houve a dificuldade das provas materiais e das circunstanciais. As testemunhas tinham muito medo de falar deles", contou o delegado, André Luna.

''Até eles aprenderem''

A mãe de Sandy Evelin demonstrou o alívio que sente com a prisão dos suspeitos. "Deu um alívio muito grande, a gente tem que agradecer a Deus. Agradeço muito ao trabalho da polícia e, se Deus quiser, vai dar tudo certo. Que eles continuem preso, até eles aprenderem", falou a mãe da vítima, Maria Luziária.

Apreensão

Na casa de Walisson, os policiais encontraram um revólver e oito munições.

Investigações

A polícia ainda não descarta a possibilidade de outras pessoas estarem envolvidas no crime.

O caso

Uma adolescente, identificada por Sandy Evelin Costa Bezerra, de 14 anos, foi assassinada em julho de 2015. A vítima teve seu corpo encontrado em um canal, no bairro de Águas Compridas, Olinda, com sinais de esganadura forma de asfixia pela constrição do pescoço com as mãos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.