DENúNCIA

Mais de 15 mil profissionais estão infectados com coronavírus e sindicato denuncia falta de EPIs

A denúncia foi ao ar nesta sexta-feira (26), no Por Dentro com Cardinot

Mais de 15 mil profissionais estão infectados com coronavírus e sindicato denuncia falta de EPIs

A denúncia foi ao ar nesta sexta-feira (26), no Por Dentro com Cardinot - Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

O Estado de Pernambuco registrou até está sexta-feira (26), mais de 15 mil profissionais de Saúde infectados com o novo coronavírus. Devido ao aumento desse número, o Sindicato Estadual dos Enfermeiros denuncia a falta de Equipamento de Proteção Individual (EPIs), como máscaras e luvas, para atender os pacientes com a covid-19. A denúncia foi ao ar nesta sexta-feira (26), no Por Dentro com Cardinot.

>>Coronavírus: Prefeitura distribui máscaras no Mercado de Casa Amarela

>>Confira os detalhes da liberação de praias, ciclofaixas e parques no Grande Recife

 

Resposta

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde, tem monitorado permanentemente o abastecimento e os estoques de equipamentos de proteção individual (EPIs) das unidades da rede estadual de saúde de todo o Estado e deflagrado ações para garantir a compra de itens de acordo com as especificações técnicas recomendadas pelos órgãos de controle, visando garantir a segurança do profissional de saúde e dos pacientes. Desde o início da pandemia, a SES-PE tem abastecido todas as suas unidades com os insumos e EPIs necessários, além de estar fazendo, permanentemente, conscientização sobre o uso correto e racional dos equipamentos. 

Covid-19 em Pernambuco

Nesta sexta-feira (26), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou 668 casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados, 480 (72%) são casos leves e 188 (28%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 55.804 casos confirmados, sendo 18.864 graves e 36.940 leves.

Além disso, foram confirmados 122 óbitos, ocorridos desde o dia 11 de abril. Do total, 97 mortes (79,5%) ocorreram entre o dia 11 de abril e 22 de junho. As outras 25 (20,5%) ocorreram nos últimos três dias. Com isso, o Estado totaliza 4.610 óbitos pela doença.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus.Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
Evitar contato próximo com pessoas doentes.
Ficar em casa quando estiver doente.
Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.