Barreiras

Moradores de Águas Compridas com medo de mais quedas de barreiras

De acordo com relatos dos moradores, eles "precisam se virar" e que a situação é a mesma das últimas chuvas

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 06/08/2019 às 17:03
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Os moradores do bairro de Águas Compridas, em Olinda, ainda vivenciam momentos de tensão devido aos riscos de mais quedas de barreiras. Segundo relatos da população, nada mudou, desde as chuvas no final do mês de julho, onde pessoas morreram. As casas que ainda restaram na rua Travessa do Amanhecer correm o risco de desabar, podendo ocasionar prejuízo às outras famílias.

É o caso de dona Jucelia, que teve a casa interditada pela Defesa Civil, depois que uma barreira próxima a sua residência ceder. "Eu e meus dois filhos estamos na casa de minha mãe, e meu esposo está dormindo dentro do carro", contou.

Já a situação da moradora Patrícia, que vive com seus cinco filhos, é bem mais delicada por ter seu imóvel totalmente ameaçado e pela casa já ter uma estrutura completamente comprometida. "Já duas noites saio de casa de madrugada com meus filhos, para dormir na casa dos outros, com medo de ser soterrada. Perco a paz", diz.

Isaura Rosa, outra moradora da localidade, expressou não ter expectativa de quando a prefeitura irá tomar as medidas cabíveis. Estamos esperando o que eles vão resolver, para vermos como vai ficar a situação", afirmou.

Resposta

A Prefeitura de Olinda não enviou resposta, já que nesta terça (08), é feriado no município, sendo comemorado o Dia de São Salvador do Mundo.

+VÍDEOS