APELO

Família de mulher que desapareceu faz protesto por agilidade da polícia, na BR-101

A dona de casa desapareceu no dia 10 de maio e a polícia orientou a família a voltar à delegacia a partir de 18 de junho. O trânsito ficou complicado na área


Família de mulher que desapareceu faz protesto por agilidade da polícia, na BR-101

O trânsito foi interrompido e fogo foi ateado nos objetos. - Foto: Bruno Campos/ JC Imagem

Familiares de uma mulher desaparecida realizaram protesto, na manhã desta sexta-feira (21), para pedir empenho da polícia nas investigações. A BR-101, próximo ao Ibura, ficou bloqueada. Às 7h, os manifestantes colocaram móveis velhos, pneus e pedaços de madeira, no meio da BR-101, na altura da comunidade Vila dos Milagres.

O trânsito foi interrompido e fogo foi ateado nos objetos. Com cartazes nas mãos, os moradores pediam agilidade nas investigações do desaparecimento de Ellen Carla da Silva, de 28 anos. A dona de casa desapareceu no dia 10 de maio. Segundo a irmã dela, a atendente Emilly Silva, Ellen saiu de casa para procurar o marido.

 

>> Buscas por pernambucano que desapareceu no Maranhão continuam; veja imagens

>> Corpo de estudante que estava desaparecido é encontrado na beira de rio em Igarassu

>> Caso Patrícia Roberta: "Eu só quero ir pra casa", disse pernambucana para a mãe, antes de desaparecer

 

Buscas

O marido, que é ex-presidiário, apareceu em casa, duas horas depois, e alegou que estava em outro bairro. Ellen não voltou para casa, nem deu notícias. A família procurou nos hospitais e no Instituto de Medicina Legal (IML) e, até agora, nada. A mãe dela, a dona de casa Eliane Silva, disse que a filha não faria isso de livre e espontânea vontade.

Polícia

A família prestou queixa dia 11 de maio, mas foi orientada a comparecer à Delegacia de Desaparecidos apenas no dia 18 de junho. Eles pedem agilidade nas investigações. A família promete outros protestos caso a investigação não ande.

Trânsito

O trânsito ficou caótico na área e foi liberado, 15 minutos depois.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.