ELEIçõES 2020

Operação da Polícia Federal mira crimes eleitorais em Itaíba, no Agreste

A ação da PF ocorreu após um coordenador de campanha da prefeita da cidade ter tido sua casa invadida e sofrer agressões até com um chicote

Operação da Polícia Federal mira crimes eleitorais em Itaíba, no Agreste

Polícia Federal - Foto: Marcelo Camargo/ABr

A Polícia Federal realizou o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão com o objetivo de combater a prática de crimes e tumultos que comprometam a lisura do pleito eleitoral na cidade de Itaíba, no Agreste de Pernambuco. A Operação "Novo Cabresto" aconteceu na quarta (11).

A ação da PF ocorreu após um coordenador de campanha da prefeita de Itaíba, Maria Regina da Cunha (PTB), ter tido sua casa invadida, sofrendo diversas agressões, inclusive com o uso de chicote.

Leia também: Polícia Federal alerta para golpe da CNH social que visa roubar dados

Polícia Federal vai usar drones para monitorar eleitores e registrar os possíveis flagrantes de irregularidades

Eleições 2020: saiba como votar em segurança contra a covid-19

De acordo com relato da vítima, os agressores utilizavam máscaras pretas, bonés e portavam duas pistolas. Um deles também segurava um chicote de couro e determinou que a vítima se deitasse no chão, passando a golpeá-lo diversas vezes.

A operação

A operação teve o apoio do Ministério Público Eleitoral em Pernambuco. Os nove mandados foram cumpridos na cidade de Itaíba e tiveram a finalidade de apurar o envolvimento de pessoas pertencentes a uma família com grande participação política na região, inclusive com uma candidata à prefeita nas eleições deste ano.

Além da operação deflagrada, a Polícia Federal realizou diversas diligências em Itaíba e na e região, com o objetivo de manter a ordem para que as eleições transcorram de forma pacífica e democrática.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.