AGRESTE

Macas presas por falta de leito prejudicam transferência de pacientes

As macas são utilizadas como leitos em hospitais de cidades do Agreste de Pernambuco

Macas presas por falta de leito prejudicam transferência de pacientes

Macas retidas - Foto: Reprodução/TV Jornal

Um problema antigo e que parece estar longe de ser resolvido é a falta de macas, em hospitais de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O problema é que as macas de ambulâncias estão retidas e sendo usadas como leitos. O fato é que o atendimento de emergência, nas 50 cidades atendidas pelas unidades, acaba sendo prejudicado. 

 

>> MPPE coloca prazo para hospitais da RMR receberem 500 novas macas

Nota

A Secretaria Estadual de Saúde informou, por meio de nota, que orienta os hospitais da rede estadual para liberar as macas o mais rápido possível. No entanto, reconhece que há retenção das macas, quando o hospital não possui leitos disponíveis para acolher o paciente, em casos mais graves.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.