SAÚDE

Hospital da Mulher: ala de alto risco é entregue com 3 meses de atraso

O prefeito Geraldo Julio havia prometido que os 68 novos leitos do hospital estariam prontos no dia 16 de setembro deste ano

Hospital da Mulher: ala de alto risco é entregue com 3 meses de atraso

A nova ala do Hospital da Mulher do Recife (HMR) conta com 68 novos leitos - Foto: Filipe Jordão/ JC Imagem

Após três meses de atraso, o serviço de alto risco do Hospital da Mulher, localizado no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife, foi inaugurado nesta terça-feira (17). Ao todo, o setor ganhará 68 novos leitos, divididos em três setores.

>> Hospital da Mulher do Recife: setor de alto risco abrirá em setembro

>> MPPE investiga atraso de obras no Hospital da Mulher de Caruaru

Em entrevista à Rádio Jornal, no dia 27 de julho deste ano, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, havia prometido que os leitos seriam entregues no dia 16 de setembro. Além disso, o anúncio da inauguração ocorreu no dia 26 de julho, contabilizando quase 6 meses para a construção do setor do hospital.

Investimento

De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, o hospital vai atender pacientes da capital e de outras cidades. O investimento no serviço de alto risco foi de quase R$ 3 milhões

Leitos

Ao todo, 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 27 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) e 21 leitos de enfermaria de gestação de alto risco foram instalados. Os novos leitos são destinados a mulheres que necessitem de tratamento em UTI ou que precisem de tratamento clínico, no curso da gravidez, além de atender aos recém-nascidos graves, que precisam de assistência especializada.

O objetivo do serviço é melhorar a qualidade da assistência neonatal e contribuir ainda mais para a redução das mortalidades materna e infantil.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.