CBTU

Veja como está o Metrô do Recife após acidente com mais de 60 feridos

Uma colisão entre dois trens do metrô deixou mais de 60 pessoas feridas, nessa terça-feira (18)

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 19/02/2020 às 10:30
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A manhã desta quarta-feira (19), na Estação Ipiranga, do Metrô do Recife, na Zona Oeste da cidade, foi de normalidade, após a colisão entre dois trens, que aconteceu nessa terça-feira (18). No entanto, em todas as estações, os usuários reclamavam do serviço. Passageiros classificaram como "um caos" a operação do metrô e afirmaram que as estações não são seguras.

O preço da passagens também não agrada a maioria dos usuários, assim como a lotação dos trens.

Acidente

O sentimento de medo e desconfiança dos usuários do Metrô do Recife se intensificou, depois da colisão entre duas composições, na Estação Ipiranga. Mais de 60 pessoas ficaram feridas e foram socorridas para unidades de saúde.

Durante todo o dia, a Linha Centro ficou desativada. A Sul funcionou normalmente, mas cerca de 200 mil usuários foram prejudicados. Técnicos e engenheiros da CBTU trabalharam durante todo o dia para normalizar a operação, que só voltou a funcionar às 19h.

Investigação

De acordo com a CBTU, as causas do acidente já estão sendo investigadas. Vandalismo, pane elétrica ou até mesmo falha mecânica podem ter causado a colisão. No entanto, mesmo com essas possíveis causas, a companhia afirma que não poderá cumprir o prazo de 24 horas dado pelo Procon para prestar esclarecimentos sobre o caso.

>> Acidente no Metrô do Recife: vítimas podem receber indenizações

A polícia também está investigando o acidente e uma audiência com Ministério Público Federal (MPF), Grande Recife Consórcio, Secretaria de Mobilidade e representantes de usuários está marcada para o dia 27 de fevereiro para discutir melhorias no serviço.

Saiba mais

+VÍDEOS