ESTUDO

Estudo dos EUA revela resultado positivo de remédio para ebola em pacientes com covid-19

No entanto, o Remdesivir foi avaliado em outros estudos e nem todos tiveram sucesso

Estudo dos EUA revela resultado positivo de remédio para ebola em pacientes com covid-19

As constatações são de uma análise preliminar de dados de um estudo envolvendo 1.063 pacientes no país - Foto: Reprodução/ Internet

Um estudo apresentado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta sexta-feira (1º) mostrou que pacientes hospitalizados com covid-19 avançado e com comprometimento pulmonar que receberam Remdesivir se recuperaram mais rapidamente do que pacientes semelhantes que receberam o placebo. As constatações são de uma análise preliminar de dados de um estudo envolvendo 1.063 pacientes no país.

O tempo médio de recuperação foi de 11 dias para pacientes tratados com Remdesivir em comparação com 15 dias para aqueles que receberam placebo. O farmacêutico Leandro Medeiros explica o que é a droga.“Ele foi desenvolvido inicialmente para o manejo do ebola. Só que essa droga foi abandonada porque não havia mais o interesse na sua comercialização. Com essa pandemia [do coronavírus] os estudos foram sendo feitos e aí pensou-se que o mecanismo de ação dessa droga poderia contribuir também com a diminuição da carga viral e na multiplicação do vírus”, disse.

Segundo o farmacêutico Leandro Medeiros, outros estudos foram feitos com a droga, mas nem todos tiveram sucesso. "No estudo que foi publicado essa semana da China não mostrou benefício nenhum. Não mostrou nenhuma diferença, por exemplo, com relação ao tempo de recuperação dos pacientes”, comentou. 

Avisa acompanha estudo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que vai acompanhar os estudos do medicamento Remdesivir, que será testado em pacientes nos Estados Unidos. Apesar dos bons resultados do estudo, a droga não está disponível no Brasil.

O farmacêutico Leandro Medeiros enfatiza ainda o melhor remédio contra o novo coronavírus. “A gente precisa realmente manter o distanciamento social para que a gente possa dar mais condição de recuperação desse quadro epidemiológico”, destacou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.