ATENçãO

Golpe rouba seus dados do FGTS, auxílio emergencial, Internet Banking e caixa eletrônico; saiba como evitar

O alerta foi feito pela Polícia Federal e golpe funciona através da internet

Golpe rouba seus dados do FGTS, auxílio emergencial, Internet Banking e caixa eletrônico; saiba como evitar

Golpista mandam um vírus para o seu computador ou celular e roubam todos os dados - Foto: Day Santos/TV Jornal

Os Trabalhadores que têm direito ao saque emergencial do FGTS, ao auxílio emergencial ou é cliente da Caixa Econômica Federal precisam ficar atentos em um novo golpe que está sendo dado através da internet. Em entrevista ao Por Dentro com Cardinot, o chefe de comunicação da Polícia Federal (PF), Giovani Santoro, explicou o que você precisa fazer para não ser vítima dos golpistas. 

‘’A Caixa não faz essa abordagem por e-mail. Isso é feito através do site ou atendimento presencial. Se a pessoa clicar no link, vai instalar um vírus espião e tudo o que fizer vai ser enviado para o e-mail do bandido. Quando a pessoa percebe, já é vítima de golpe e tem dívida que não fez. Quando o vírus é instalado, há um ‘sequestro’ do aparelho e vai ter uma informação de pagar o dinheiro em bitcoins (moeda virtual), onde a pessoa vai receber um código’’, explicou.

Como funciona o golpe?

O golpe está sendo enviado para o e-mail das pessoas por meio de um suposto procedimento de segurança da Caixa Econômica Federal. A mensagem enviada pelos criminosos informa que o banco estaria utilizando um procedimento de segurança devido ao aumento de fraudes em agosto de 2020 e que o procedimento é obrigatório, tendo como objetivo promover mais privacidade e segurança para o cliente.

Na mensagem, os golpistas ainda estimam que, para ser concluído o processo de sincronização, se não for efetuada dentro de 24 horas após o recebimento do e-mail, os acessos à conta de caixa eletrônicos, FGTS, auxílio emergencial e Internet Banking, serão totalmente suspensos. 

A mensagem finaliza dizendo que para dar início deve-se clicar no botão que aparece no final do e-mail para ter acesso a conta da pessoa e depois seguir com os procedimentos em tela. ‘’Preste um boletim de ocorrência e leve o aparelho ou computador para um técnico fazer uma análise para que o vírus seja retirado’’, completou Giovani Santoro. 

Roubo dos dados

Quando o procedimento é finalizado, o celular ou computador das pessoas são infectados com programas maliciosos que vão desde capturar informações pessoais como fotos, vídeos, mensagens, dados pessoais, números de contas bancárias, cartões de crédito, senhas, clonagem e bloqueio do aparelho (que só é liberado por um código fornecido pelos bandidos após a vítima fazer um depósito em moeda virtual - bitcoin – difícil de ser rastreada).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.