POLÍCIA

Auxílio emergencial: saiba se proteger de novo golpe e evitar prejuízo

Veja orientações da polícia para se proteger contra o crime cibernético

Auxílio emergencial: saiba se proteger de novo golpe e evitar prejuízo

O e-mail procura ser bem convincente, mas a orientação do assessor de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, é sempre desconfiar. - Foto: Day Santos/TV Jornal

Um novo tipo de golpe pode causar problemas para beneficiários do Auxílio Emergencial. A ação acontece via e-mail. A mensagem informa sobre um suposto procedimento de segurança da Caixa Econômica Federal. 

>> Novo golpe no WhatsApp promete frigobar; veja como se prevenir

>> Auxílio emergencial: veja se recebe 1º, 2º, 3º, 4º ou 5º parcela nesta sexta (11)

 

A ação

A mensagem enviada pelos criminosos orienta a pessoa a fazer o processo para que não tenha suspenso o acesso às contas do auxílio emergencial, FGTS, caixa eletrônico e internet banking.

O e-mail procura ser bem convincente, mas a orientação do assessor de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, é sempre desconfiar.

O problema é que, quando o procedimento for finalizado, o celular ou computador das pessoas são infectados por programas maliciosos, que capturam informações pessoais, como fotos, vídeos, mensagens, dados pessoais, números de contas bancárias, cartões de crédito, senhas.

Eles também podem realizar clonagem e bloqueio do aparelho (que só é liberado por um código fornecido pelos criminosos, após a vítima fazer um depósito em moeda virtual - bitcoin – difícil de ser rastreada).

Orientações

COMO SE PROTEGER:

1. Nunca clique em links, nem botões para instalações de quaisquer dispositivos, enviados por e-mail. É sempre melhor deletar da sua caixa de entrada. Até mesmo quando as mensagens são do tipo "se não quer mais receber e-mails, clique aqui". Este link também é fraudulento e o fará cair no golpe.

2. Sempre entre em contato com a empresa ou o banco e pergunte se, de fato, existe alguma pendência ou informação que precise ser atualizada em sua conta bancária ou cadastro. Nesse caso específico, a Caixa Econômica já alertou que não envia mensagens de texto pedindo dados, senhas ou informações pessoais dos beneficiários e que não envia links por e-mail para atualização de qualquer sistema de segurança ou verificação de cadastro, via de regra isso é feito no site oficial ou pelo próprio aplicativo, quando ele precisa fazer algum tipo de alteração ou mudanças para o tornar mais seguro e completo.

3. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos – você pode estar sendo usado por bandidos para espalhar o golpe e prejudicar outras pessoas, inclusive seus parentes.

4. Cuidado com o imediatismo de mensagens como: último dia, promoção vai até hoje! Urgente, não perca essa oportunidade, Sua Conta será bloqueada se não fizer o procedimento de segurança, quase sempre tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não pesquisem a veracidade da promoção na página da empresa ou órgãos oficiais.

5. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo e-mail, tais como: senha de bancos, cartão de crédito, conta corrente, benefícios, dentre outros.

6. Ao entrar em qualquer página verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo da páginaisso atesta que sua conexão não foi interceptada e que o site está criptografado para impedir golpes.

7. Links que levem direito ao cadastro tem que haver o HTTPS, onde o “S” corresponde a uma camada extra de segurança;

8. Não marque agendamento para que pessoas compareçam em sua residência sob o pretexto de fazer uma consulta presencial, pois bandidos podem se aproveitar dessa situação para se passar por agentes de organizações e realizar assaltos.

9. Nunca baixe programas piratas para o celular ou computador. Tais sites costumam ter a maior concentração de vírus;

10. Instale um bom antivírus em seu celular ou computador e tenha o sistema operacional do seu celular e computador atualizado

O que fazer de cair em golpe

Esse caso é de competência da Polícia Civil e quem tiver sido lesado financeiramente deve procurar imediatamente uma delegacia mais próxima de sua residência para prestar um boletim de ocorrência policial – a fim de que tais criminosos possam ser identificados e presos.

Caso o celular tenha sido invadido por programas maliciosos, seus dados pessoais estão fragilizados e sua vida financeira está correndo riscos, por isso, se faz necessária a análise, por parte de uma especialista em informática para que medidas de segurança sejam adotadas.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.