DENúNCIA

Família questiona atestado de óbito de menina de 4 anos com suspeita de covid-19 no Hospital Barão de Lucena

Os familiares acreditam que a criança não foi testada para a covid-19 pelo Hospital Barão de Lucena

Família questiona atestado de óbito de menina de 4 anos com suspeita de covid-19 no Hospital Barão de Lucena

Parentes de uma menina de 4 anos questionam atestado de óbito entregue pelo Hospital Barão de Lucena - Foto: Sérgio Bernado/Acervo JC Imagem

Com informações de Suelen Brainer, do Por Dentro com Cardinot

Os parentes de uma menina de 4 anos questionam a causa da morte apontada em atestado de óbito pelo Hospital Barão de Lucena (HBL), que fica no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife. De acordo com alguns familiares da criança, em entrevista ao Por Dentro com Cardinot, exibida nesta quinta-feira (05), dois atestados dizem que a menina morreu com suspeita de covid-19, mas não foi feito um teste para doença, e que ela tinha histórico de broncopneumonia. 

>>Saiba onde fazer testes gratuitos para covid-19 na Região Metropolitana do Recife

>>Com maior taxa de mortalidade do Nordeste, confira os números da covid-19 nos bairros do Recife

Uma das tias da menina afirmou que a garota fez o teste para a covid 19 na cidade onde morava (sem dizer qual), no Interior de Pernambuco, e teria dado negativo para a doença. No entanto, ainda de acordo com ela, se surpreendeu que os dois atestados de óbito foram emitidos por médicos diferentes e levantam a suspeita de coronavírus, mesmo sem o Hospital Barão de Lucena ter testado a criança.

Nota do Hospital Barão de Lucena na íntegra

A direção do Hospital Barão de Lucena (HBL) informa que, por a criança citada apresentar um quadro respiratório, foi seguido o protocolo para investigação de um possível agravamento pela Covid-19. Ela deu entrada com desconforto respiratório e, após análise médica, ficou constatado problema cardíaco grave. Ela foi encaminhada à UTI e recebeu a devida assistência, com medicamentos específicos, contudo, veio a óbito. A direção ressalta que o quadro apresentado, no contexto da Covid-19, pode ser uma evolução pela infecção, sendo necessária investigação. A direção coloca-se à disposição dos familiares para os devidos esclarecimentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.