JULGAMENTO

Major da PM e policial penal, indiciados por tiroteio em Boa Viagem, viram réus na Justiça

O major da PM e policial penal respondem em liberdade ao processo por três homicídios qualificados e três tentativas de homicídio

Major da PM e policial penal, indiciados por tiroteio em Boa Viagem, viram réus na Justiça

O tiroteio aconteceu em um bar, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife - Foto: Bruno Campos/JC Imagem

A Justiça aceitou a denúncia e o major da PM e policial penal, indiciados por tiroteio que matou três pessoas em um bar, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, se tornaram réus. Atualmente, o policial militar, José Dinamérico Barbosa da Silva Filho, e o policial penal, Ricardo de Queiroz Costa, respondem em liberdade ao processo por três homicídios qualificados e três tentativas de homicídio.

De acordo com a Corregedoria-Geral do Estado, os servidores públicos apresentarão a defesa e, ao final, a comissão especial responsável pelo procedimento apresentará seu parecer. As imagens do circuito de segurança mostram o momento da troca de tiros entre um major da Polícia Militar e um policial penal. Além das investigações da corregedoria, a Polícia Civil também concluiu as investigações sobre o caso.

Relembre o caso

O tiroteio aconteceu no mês de setembro devido à uma discussão e deixou três pessoas mortas, além de quatros feridas. Segundo informações iniciais, o policial penal Ricardo de Queiroz Costa, de 40 anos, e o major José Dinamérico Barbosa da Silva Filho, de 49 anos, teriam brigado por causa de ciúmes.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.