CORONAVíRUS

Covid-19: Estudo identifica animais infectados em 5 capitais, inclusive Recife

Cachorros e gatos contaminados foram identificados com covid-19, em cinco estados. Veja como participar de projeto que investiga a doença em animais

Covid-19: Estudo identifica animais infectados em 5 capitais, inclusive Recife

Descoberta faz parte de um estudo da UFPR que se propôs a testar mil animais de estimação, em cinco capitais do Brasil - Foto: Pixabay

O Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) anunciou casos de Covid-19 em animais.

Estudo

A descoberta faz parte de um estudo nacional da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que se propôs a testar mil animais de estimação - por meio de sorologia e exame do cotonete - em cinco capitais do país: Curitiba, Campo Grande, Recife, São Paulo e Belo Horizonte.

 

>> Veja quando você não pode tomar a CoronaVac; Butantan divulga bula de vacina contra a covid-19

>> Estudo detecta variante inglesa da covid-19 em oito estados do Brasil

>> Covid-19: Pernambuco restringe funcionamento de atividades em cidades do interior; saiba quais

 

Cachorro infectado

O primeiro animal identificado com covid-19 foi um cão da raça boxer, que vive com uma família que teve casos confirmados da doença, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

 

>> Hospital de referência contra a covid-19 está com 96% dos leitos de UTI ocupados em Caruaru

>> Mais de 90% dos pacientes de covid-19 internados em UTIs do RN usaram Ivermectina, denuncia infectologista

 

Humanos podem contaminar animais, não o contrário

O pesquisador que coordena a pesquisa na UFMG, David Soeiro, do Laboratório de Epidemiologia e Controle de Doenças Infecciosas e Parasitárias do ICB, disse que os resultados evidenciam a ideia de que os bichinhos podem ser contaminados pelos tutores, não o oposto.

Até o momento, segundo o Instituto, além do boxer, outros dez pets foram infectados pelo novo coronavírus e tiveram o diagnóstico oficial: quatro cães e um gato na capital paranaense, dois gatos em Recife, um cachorro e um gato em Campo Grande e outro gato em Cuiabá.

Soeiro informou, também, que os humanos diagnosticados com a doença devem utilizar máscara e manter o distanciamento de seus animais.

Voluntários que tenham interesse em participar do projeto devem entrar em contato com a Universidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.