NOVO AUXíLIO EMERGENCIAL

Auxílio emergencial: após reunião, Governo define que benefício será de R$ 250, pago em 4 meses

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou o resultado da reunião com Bolsonaro, que definiu como será o auxílio emergencial em 2021

Auxílio emergencial: após reunião, Governo define que benefício será de R$ 250, pago em 4 meses

Segundo o presidente da Câmara, nesse período será anunciado um novo programa social e permanente - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou, nesta segunda-feira (1º) que ficou acertado, na reunião de domingo (28) com o presidente Jair Bolsonaro, o valor e o número de parcelas do novo auxílio emergencial, a ser pago em 2021.

Novo auxílio emergencial

Neste ano, o auxílio emergencial terá o valor de R$ 250, pelo período de quatro meses, de março a junho.

Segundo Lira, durante esse período, o parlamento vai buscar aprovar um novo programa social que seja permanente, para continuar assistindo os brasileiros, mesmo após o fim da nova rodada do auxílio emergencial.

 

>> Novo auxílio emergencial: Jair Bolsonaro confirma, divulga valor e detalha pagamentos

>> Paulista paga auxílio emergencial aos artistas e motoristas de transporte escolares

>> Além do auxílio emergencial, programa de renda que substitua ou amplie o Bolsa Família é discutido

>> Novo auxílio emergencial terá valor de R$ 300 ou R$200, e por quantos meses? Pode aumentar? Veja o que defendem setores do governo

 

Vacinas

Lira disse também que o governo se comprometeu a entregar 140 milhões de doses de vacinas contra a Covid-1, até maio.

Lira também reafirmou que espera votar a reforma administrativa no Plenário da Câmara em até dois meses, e a tributária, em até oito.

Em relação às privatizações, Lira destacou que, nesta semana, irá indicar um relator para a matéria. Estão tramitando na Câmara duas proposições que autorizam o governo a privatizar a Eletrobras e os Correios.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.