POLÍCIA

Lázaro Barbosa, o serial killer de Brasília: 'Ele está cansado, acuado e ainda mais perigoso', afirma secretário de Goiás


Declaração foi dada pelo secretário de segurança pública de Goiás, Rodney Miranda, sobre Lázaro Barbosa Souza, nesta quarta (16).

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 16/06/2021 às 18:25
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

ATUALIZAÇÃO: Veja como serão feitas as buscas nesta quinta-feira (dia 17) por Lázaro Barbosa, clicando aqui. Polícia demarcou nova área de procura.

De acordo com o secretário de segurança pública de Goiás, Rodney Miranda, o fugitivo Lázaro Barbosa Souza, de 32 anos, está "cansado, acuado e ainda mais perigoso" nessa situação. O homem, que ficou conhecido na internet como o "serial killer de Brasília", é o principal suspeito de ter cometido uma chacina no Distrito Federal. Esta quarta-feira (16) é o oitavo dia de buscas feitas pela polícia de Goiás atrás do suspeito.

>>>Vídeo: câmera de segurança flagra "serial killer de Brasília" dentro de fazenda em Goiás

>>>'Serial Killer de Brasília' é suspeito de matar pai, mãe e filhos em Ceilândia e segue foragido

— Ele já está com mais dificuldade ainda de conseguir alimento. Ele geralmente sai da mata atrás de comida, de alimentação. Ontem ele tentou, inclusive levou algumas vítimas para a beira do rio, mas nós conseguimos evitar que o mal acontecesse — disse o secretário a jornalistas. — A área é muito grande, ele conhece muito bem, é mateiro, mas está cansado e acuado. Cansado e acuado, ele fica mais perigoso, mas fica mais suscetível à nossa chegada. Ontem nós ficamos muito perto dele. Hoje nós vamos pegar.

LEIA MAIS: Veja como serão buscas nesta quinta-feira (17) por Lázaro Barbosa.

Segundo Rodney Miranda, a força-tarefa montada para operação, que conta com cerca de 300 agentes das forças de segurança em Goiás e no Distrito Federal, vai continuar trabalhando na área delimitada. A força-tarefa montada pelas secretarias de Segurança Pública de Goiás e do DF tem base no município de Cocalzinho, em Goiás. O grupo conta com equipes da Polícia Militar (PMDF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), além de reforço da cavalaria. São usados cães farejadores, três helicópteros e drones. Agentes fazem buscas em estradas e param carros para revistá-los.

— Tudo indica que ele ficou na mesma região que a gente tinha delimitado ontem. Parece que agora cedo ele andou se movimentando, mas estamos no encalço dele — afirmou o secretário.

Câmeras de chácara flagram o "Serial Killer"

Vítimas

O 'Serial killer de Brasília', Lázaro Barbosa de Sousa, de 33 anos, sendo procurado por autoridades do Distrito Federal e de Goiás por ser o principal suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família, na última quarta-feira (9), na região de Ceilândia, em Brasília. As vítimas foram Cláudio Vidal, de 48 anos, Cleonice Marques, de 43 anos, e Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, filhos do casal. Os corpos foram enterrados nessa segunda-feira (14), no cemitério de Taguatinga.

>>>Vídeo: câmera de segurança flagra "serial killer de Brasília" dentro de fazenda em Goiás

O pai e os filhos foram assassinados na madrugada da última quarta-feira (9), em Ceilândia. Cleonice foi levada como refém pelo suspeito de cometer o triplo homicídio, porém, no sábado, o corpo da empresária foi encontrado em Sol Nascente. De acordo com a PM, Lázaro está se escondendo por sítios e matagais do entorno de Brasília, o que dificulta a localização exata do suspeito. Na tarde do sábado, ele invadiu uma fazenda na cidade de Cocalzinho (GO), que pertence a um soldado da PM.

"O criminoso (...) quebrou tudo na propriedade, bebeu e fumou maconha. Obrigou o caseiro a fumar também”, disse a PM, de acordo com o UOL. Quando o dono da propriedade chegou, Lázaro fugiu levando o caseiro de refém. Em outra fazenda, ele baleou três homens que trabalhavam no local, de acordo com relato da policia.

Ainda de acordo com testemunhas, o homem, que aparentemente está transtornado, chegou a quase colocar fogo na casa em que uma mulher e uma criança estavam.

Com a chegada da polícia, Lázaro reagiu, disparou contra os policiais, e fugiu novamente pela mata. De acordo com os investigadores, o homem tem várias armas.

Segunda-feira (14)

Na noite dessa segunda-feira (14), Lázaro foi visto novamente em Cocalzinho. Ele teria pedido comida em uma chácara, mas os moradores negaram. O caseiro da chácara disparou oito vezes contra o homem que, novamente, conseguiu fugir. Não se sabe se ele está ferido. As buscas continuam nesta terça-feira.

Mais Lidas